Devoção à Mãe Rainha completa 100 anos

  07 de outubro de 2014 • 11h56 • Atualizado em 10/10/2014 • 10h53

DESTAQUE_FILHOS_PEREGRINOS_02_TXT_2014_10_07No último domingo, 5, o Santuário Basílica foi sede para celebração do centenário da devoção à Mãe Rainha da Arquidiocese de Goiânia. O quadro Filhos Peregrinos exibido no Programa Pai Eterno desta terça-feira, 7, mostrou como foi este dia de louvor e oração. (Assista ao vídeo abaixo)

Antes do início da celebração, um grupo aproveitou o tempo para se dedicar à oração. No Santuário Basílica, esses devotos da Mãe Rainha rezaram o terço. Centenas de pessoas, todas uniformizadas, estiveram na Casa do Pai. São famílias que fazem parte do Apostolado Mãe Rainha, da Arquidiocese de Goiânia. Com muita união eles trabalham e prezam pela evangelização.

“O objetivo maior do apostolado Mãe Rainha é evangelizar as famílias através da Imagem Peregrina, que leva Maria e o Menino Jesus. Então sentamos, reunimos as famílias para rezar o terço e fazer a oração. Eu costumo dizer que antes existia uma Virgínea e há oito anos até hoje, outra, pois a Mãe de Deus nos educa, então ela vai nos moldando e fazendo com que tenhamos uma vivência mais santa, a gente vai tendo outros objetivos na vida”, explicou a professora Virgínia Pereira Chagas.

Veja também: 

DESTAQUE_FILHOS_PEREGRINOS_2014_10_07O grupo escolheu o Santuário Basílica para celebrar a missa em ação de graças por esse centenário de devoção à Mãe Rainha. Na celebração, estavam presentes romeiros de sete cidades do estado de Goiás, que fazem parte da Arquidiocese de Goiânia.

A psicóloga Denise Monteiro Dias contou que já participa do Apostolado há cinco anos: “A Imagem é recebida com muito carinho, fazemos um altar, reúne a família, os vizinhos, rezamos o terço e tem as orações próprias de acolhida, tanto na recepção da Imagem quando na despedida dela. Aqui hoje, no Santuário do Divino Pai Eterno, Maria é uma presença forte no momento da evangelização, ela nos leva a Jesus”.

Na Arquidiocese de Goiânia, o Apostolado Mãe Rainha já existe há 23 anos. Inúmeras famílias vêm dedicando seu tempo e seu amor à Mãe Santíssima.

Pe. Éverson de Faria Mello, Missionário Redentorista, fez questão de participar desse momento especial e relembrou do início dessa devoção: “Lá na região da Bavaria, na Alemanha, um pequeno Santuário e um diretor de um seminário lá da região, querendo dar uma espiritualidade mais aprofundada para os seminaristas que viviam na época os horrores da 1ª Guerra Mundial, ele foi inspirado por Deus para levar os seminaristas a fazerem uma aliança de amor com Nossa Senhora. Então, ele fez essa aliança de amor com eles e Nossa Senhora e assim começou o Apostolado”.

O movimento Mãe Rainha é mundial. São muitas as graças recebidas por milhares de devotos. No próximo dia 18, o centenário da devoção será celebrado em santuários do mundo inteiro.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Fonte: Afipe

Veja Também