São José do Rio Preto tem capela dedicada ao Pai Eterno

  09 de março de 2018 • 11h49 • Atualizado em 13/03/2018 • 11h31

Em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, a devoção dos fiéis no Pai Eterno foi o principal motivo para a construção e nomeação de uma capela. A equipe de reportagem do Programa Pai Eterno esteve por lá para conferir histórias de vida e fé das pessoas que moram na cidade. O destaque foi desta sexta-feira, 9. (Assista ao vídeo abaixo)

O responsável pela Capela Divino Pai Eterno é o Pe. José Carlos de Siqueira, que contou um pouco sobre a cidade e lembrou como foi o início de tudo: “São José do Rio Preto tem 164 anos e é considerada a terceira melhor cidade do Estado para se viver. Tem cerca de 500 mil habitantes. Nós tivemos a ideia de construir uma capela dedicada ao Divino Pai Eterno porque a devoção na cidade é muito grande, mas aqui não tinha nenhuma paróquia dedicada ao Divino Pai Eterno. Então, foi criada esta capela pertencente ao santuário. Aqui na capela o pessoal faz muita romaria, peregrinação, ao Santuário de Trindade (GO)”.

Devota do Divino Pai Eterno, a empresária Clébia Cristina Menezes expressou sua alegria pela construção da capela na cidade. “Pela televisão, a gente achava vago, queríamos estar mais presentes, mais próximos do Divino Pai Eterno”, disse.

Para a aposentada Maria de Lourdes Matias, a construção da capela foi uma homenagem ao Divino Pai Eterno. “O povo aqui é muito fervoroso. Foi a maior alegria. O padre daqui ligou para o Pe. Robson, ele enviou a Imagem do Divino Pai Eterno para nós de presente”, ressaltou.

Veja também:

A aposentada Catarina de Jesus Lemos é fiel ao Pai Eterno e encontrou na devoção a força para enfrentar uma dificuldade. “O Pai Eterno foi uma grande força em um momento que nós perdemos a minha mãe. O meu pai começou a assistir as Novenas e a nos incentivar a ser devotos do Pai Eterno. Essa capela foi um presente divino que veio para nos aproximar mais . Aqui, nós temos o Pai Eterno bem próximo, e nós vivemos a fé com todo o fervor. Pretendemos, a cada dia, reunir mais devotos”, ressaltou.

Já a dona de casa Laurinda Célia Batista, contou a graça que recebeu em sua vida. “Há dois anos eu fiz a cirurgia, fiz radioterapia, quimioterapia e eu estava muito debilitada, mal mesmo, porque o câncer é muito agressivo. Eu fiz a Novena, acendi a Vela da Fé. Foi maravilhoso porque o Pai Eterno me ouviu. Ele ouve a gente mesmo. Hoje, eu não tenho mais nada. Fui operada e agora estou curada em nome de Jesus”, comemorou.

A capela reúne devotos que de toda a cidade. Mas, para alguns, como Luzia Persegui Vieira, que mora bem perto, o novo local de oração ficou com o acesso bem mais fácil: “Fizeram essa capela aqui, graças a Deus, para que eu fique perto dela, porque eu não podia ir lá em cima, era muito longe e agora eu estou aqui pertinho. Para mim é um prazer e uma alegria muito grande”.

Outra história de devoção é a da Irma Dias Galvão. Após sofrer um acidente, ela fez um propósito e recebeu a graça. “Eu sou de uma família religiosa, e o Divino Pai Eterno é muito importante para nós. Já conseguimos diversas graças com Ele. Esse é o diferencial que Ele faz na nossa vida”, declarou.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Fonte: Afipe

Veja Também