Pai se orgulha em ver o filho seguir a missão sacerdotal

  08 de agosto de 2018 • 11h26 • Atualizado em 10/08/2018 • 11h13

Domingo, 12 de agosto, é Dia dos Pais e o Programa Pai Eterno desta quarta-feira, 8, exibiu uma reportagem especial para homenagear cada um deles. A história é de um pai, que o filho escolheu seguir a vida religiosa. Nilson Teodoro de Azevedo é o pai do Fr. Thiago Gomes Azevedo, Missionário Redentorista, e os dois construíram uma relação de muito amor, respeito e orgulho um do outro. (Assista ao vídeo abaixo)

Nilson contou que foi coroinha durante cinco anos e que as pessoas achavam que ele seguiria na vida sacerdotal. “Um dia, o Frei João e me chamou e disse que eu seria padre. Eu ironicamente brinquei com ele e disse que não seria porque eu queria ser pai. Hoje, está aí a realidade. Eu sou pai de um futuro padre. No dia em que o Thiago foi fazer a revelação pra gente, ele reuniu a família toda na mesa e disse que seria padre, seguiria a vida religiosa”, disse.

Com o filho, Thiago, aconteceu a mesma coisa e a missão religiosa tornou-se real. “De certa forma, muitas pessoas já esperavam isso, embora dentro de mim ainda não fosse meu desejo, mas acredito que foi uma surpresa muito grande tanto para a família quanto para os amigos”, comentou o fráter.

Veja também:

Pai e filho sempre estão juntos. Um presente na vida do outro, no ceio familiar. A vocação religiosa foi plantada no filho durante a criação.  “Desde pequeno sempre acompanhei minha família, sobretudo minha vó, nas missas, na comunidade. Assim como meu pai, eu fui coroinha e, desde então, comecei a me dedicar na comunidade, participar. E foi neste período que surgiu a semente da vocação para ser pai, missionário. Embora sempre fosse comentário de todos que eu seria padre, eu fugia disso, não era isso que eu queria, mas quando recebemos um dom, uma vocação de fato, não adianta a gente fugir. Por volta dos meus 17 anos, voltou esse desejo em mim, de me consagrar a Deus na vida religiosa”, afirmou.

Quando Thiago tomou a decisão, ele buscou conhecer melhor a realidade dos redentoristas em Trindade. Aos pés do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO), ele tomou a decisão para a vida. “A devoção ao Pai Eterno é uma tradição que vem desde a minha mãe, meu pai. Eles foram os percursores da família em ir a pé para Trindade. Nos anos de 60, eu nem era nascido, eles já faziam a caminhada”, pontuou Nilson. Thiago completou: “A minha vó materna também tinha o costume. Desde pequeno a gente ia para a Festa de Trindade”.

O fráter deixou um recado aos pais e mães que têm os filhos vocacionados a uma vida religiosa: “Apoiem seus filhos, não tenham medo, porque com certeza a tristeza de ver um filho saindo de casa é muito grande, mas a alegria virá depois. É um caminho bom e podem ter a certeza que Deus recompensará cada um de vocês”, ressaltou.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Fonte: Afipe

Veja Também