Você sabe o que é solidéu e mitra?

  12 de setembro de 2018 • 10h37 • Atualizado em 14/09/2018 • 10h47

O Programa Pai Eterno desta quarta-feira, 12, trouxe mais uma curiosidade sobre dois paramentos litúrgicos utilizados pelos bispos e alguns eclesiásticos. O solidéu e a mitra são colocados na cabeça e sinalizam posições e cargos em uma celebração.  O reitor do Santuário Sagrada Família, Pe. Rodrigo de Castro explicou detalhes sobre cada um. (Assista ao vídeo abaixo)

“O solidéu e a mitra entram na história de Igreja no século 10º, de acordo com os primeiros relatos. Nós entendemos que ele tem uma característica muito singular ‘tampar a tonsura’, que é a abertura que temos em cima da cabeça”, ressaltou Pe. Rodrigo.

Segundo o reitor, o solidéu só pode ser tirado da cabeça em dois momentos da celebração. “Na consagração e na exposição do Santíssimo Sacramento. O tempo todo dentro da celebração litúrgica o religioso usa o solidéu”, ressaltou.

O solidéu pode ser visto em diferentes cores, depende de quem está usando. “O Papa usa branco, os religiosos usam de acordo com a sua roupa, por exemplo, os franciscanos usam marrom, os dominicanos usam branco, os bispos usam a cor rósea, os cardeais, vermelho; e os padres usam preto”, pontuou o padre.

Veja também:

Já a mitra é sempre vista na presença das autoridades da Igreja. A origem da palavra vem do grego, que pode significar touca, gorro ou sinta para a cabeça. No Antigo Testamento, ela foi usada por pessoas como sinal de nobreza. “A mitra é um capacete. Ela é colocada sobre o solidéu e sobre a cabeça. Quem usa mitra é quem tem o sacramento da ordem no terceiro grau. Os bispos são aqueles que têm o poder de governar. O bispo em seu governo está revestido com a mitra, que é um capacete, que significa plenitude do Espírito Santo”, explicou.

Ainda de acordo com o padre, além dos bispos, também usam a mitra os abades, as abadessas, alguns prelados e pessoas de ordem de governo “Porém, sempre está ligado a governo e àquela pessoa que exerce a missão de governar, pois ela tem a necessidade de estar revestido deste capacete, que é o Espírito Santo de Deus”, concluiu Pe. Rodrigo.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Fonte: Afipe

Veja Também