Quando desmontar os enfeites de Natal?

  05 de janeiro de 2017 • 11h11 • Atualizado em 09/01/2017 • 11h24

DESTAQUE_VOCE_SABIA_2017_01_05_003Você sabe qual é a data certa para desmontar a decoração de Natal? Este foi o tema do quadro Você Sabia?, exibido no Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 5. O Pe. Natalino Martins explicou o porquê do costume ser na data em que a Igreja celebra o dia de Reis. (Assista ao vídeo abaixo)

Tempo de Natal e as casas e empresas ficam enfeitadas. Presépio, árvore, guirlanda são decorações que dão um clima especial para esperar a chegada do Menino Jesus. Tudo isso deve começar a ser montado, no primeiro domingo do Advento, período de quatro semanas que antecede a festa do Natal.

Já para desmontar os enfeites de Natal a data indicada é seis de janeiro, dia de Reis. Nesta data, os três Reis Magos teriam visitado o Menino Jesus e se encerrava ali então, o tempo de Natal. “No dia 6 de janeiro somos convidados a retirar. É claro que existem outras situações onde por localidade ou estrutura eclesial, alguns tiram antes e outros alongam um pouco mais até o Batismo de Jesus”, explicou o Missionário Redentorista, Pe. Natalino Martins.

Veja também:

DESTAQUE_VOCE_SABIA_2017_01_05_001Se por um motivo ou outro, a pessoa não puder desmontar os enfeites natalinos no dia 6 de janeiro, conforme a tradição cristã, não precisa se preocupar. “Existem casos e casos e dentro deles existem pessoas que são muito apressadas em tirar antes, outras tiram depois. O que não tira a beleza e nem o significado da manifestação de Deus”, ressaltou o padre.

O Dia de Reis é comemorado uma vez ao ano. E amanhã, dia 6, é dia de celebrar. “Temos uma Festa muito especial, a Festa dos Reis Magos e dentro desta solenidade nós rezamos a humanidade em volta do recém-nascido. É uma figura muito bonita, uma linguagem profundamente acessível que a Igreja coloca neste tempo para dizer que nós todos como homens e mulheres batizados pertencentes a uma comunidade eclesial somos chamados à voltar o nosso olhar para o mistério de Deus que se faz presente, visível em sua dignidade no meio da humanidade criada”, concluiu Pe. Natalino Martins.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Fonte: Afipe

Veja Também