Bênção dos Pilares: São Domingos Gusmão

  08 de agosto de 2017 • 10h44 • Atualizado em 10/08/2017 • 10h22

No Programa Pai Eterno desta terça-feira, 8, o Superior Provincial dos Redentoristas de Goiás, Pe. Robson de Oliveira, abençoou dos pilares sob a intercessão de São Domingos Gusmão, conhecido por ser a luz da Igreja, por ter uma fé inabalável no Evangelho. (Assista ao vídeo abaixo)

São Domingos Gusmão nasceu em 1170, na Espanha. O pai, Félix de Gusmão, queria que ele seguisse a vida militar, mas o menino preferia andar com a mãe, Joana de Aza, e com os padre e monges da Igreja Católica. Os estudos avançados o tornaram uma pessoa muito culta, mas Domingos de Gusmão nunca deixou a caridade de lado. Vendia seus pertences para ter um pequeno “fundo” e com ele alimentar os pobres e doentes. Aos 24 anos de idade, foi ordenado padre.

Veja também:

Apesar de ser de uma família muito tradicional e católica, ele viveu em total desapego aos bens materiais. Sua trajetória foi marcada pelo total abandono em Deus pela penitência e o amor à vontade do evangelho. O período em que viveu era na Idade Média e havia muita heresia no sul da França e São Domingo de Gusmão atuava bastante nesta região. Ele e seus companheiros pregavam entre os hereges e difundiam a relação direta entre os homens e Deus. Domingos teve de enfrentar esta missão com muita eficiência, usando apenas o seu exemplo de vida e a pregação da verdadeira Palavra de Deus.

Em 1215, Domingos fundou o primeiro mosteiro dos irmãos pregadores, começava naquele ano a ordem dos dominicanos. Nesta época Domingos começou a propagar a devoção ao rosário mariano. Por isto, os dominicanos são tidos como os guardiões do rosário. No dia 08 de agosto de 1221, com apenas cinquenta e um anos de idade, ele morreu. Homem de oração, penitência e amor à Palavra de Deus, São Domingos acolheu o chamado ao sacerdócio e a obediência e zelo pelas coisas de Deus.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Fonte: Afipe

Veja Também