Notícias

Força da fé: Vilma e João Pedro recebem graça do Pai Eterno

Moradores de Anápolis (GO), avó e o neto, de 5 anos, saem praticamente ilesos de grave acidente.

Destaque_vilma_13_02_2014O acidente ocorrido com a dona de casa Vilma Theodoro do Nascimento e seu neto João Pedro do Nascimento, de 5 anos, em Anápolis (GO), é definido por ela como um grande milagre do Divino Pai Eterno. O quadro Em Nome da Vida, do Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 13, mostrou como os dois são agradecidos pela graça recebida. (Assista ao vídeo abaixo)

“Naquele momento em que o carro veio por cima da gente, eu não vi mais nada. Foi a mão de Deus que estava ali e colocou o carro bem levinho para não quebrar nada em nós”, relembra Vilma.

Quem vê a avó com o neto João Pedro não acredita que um carro passou por cima deles e os dois só sofreram pequenos arranhões no corpo.“Busquei ele na creche e de repente o carro veio para cima de nós, na calçada. Meu neto ficou cheio de sangue, chorando”, relatou a avó.

Vilma conta que ainda no chão, após ser atropelada, conseguiu pedir a proteção do Pai Eterno. “Eu só pensava Nele. Fiquei pensando seu meu netinho iria morrer e eu sem poder fazer nada. Só pedi para Deus cuidar dele. Sei que naquele momento Deus colocou a mão por baixo daquele carro e levantou, por isso não machucamos”, afirmou.

Veja também: 

Maria do Carmo é amiga da família há anos, mora ao lado de onde ocorreu o acidente e também tem a certeza de que tudo foi um milagre do Pai Eterno. “Eu jogo água benta aqui na calçada depois da novena. A hora que eu fiquei sabendo eu afirmei que Deus não iria deixar ele e nem o menino morrer”, contou.

As imagens do acidente mostram que João Pedro conseguiu se levantar na hora e parecia chamar por socorro. Hoje, ele lembra como tudo aconteceu. “Levantei muito rápido porque eu achei que minha vó tinha quebrado a coluna, o pé e mais algumas coisas. Eu queria proteger a minha vó”, declarou.

Apesar da gravidade do acidente, Vilma ficou somente com alguns ferimentos no pé e na cabeça e João Pedro só com alguns arranhões. “Eu já estou bom, já melhorei tudo”, afirmou o menino. Para a avó um dia de muita agonia, que não sairá da memória, e ao mesmo tempo, mais uma data no calendário para celebrar a vida. “Deus estava ali naquele momento e nós dois nascemos de novo”, comemorou.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno