Notícias

Mulheres: dedicação à casa, família e trabalhos na Casa do Pai

Série especial do Programa Pai Eterno homenageia mulheres leigas que se dividem entre suas tarefas diárias.

AFIPE_EM_NOME_DA_VIDA_14_03_2014Nesta sexta-feira, 14, o quadro Em Nome da Vida exibido no Programa Pai Eterno encerrou a série especial em homenagem às mulheres e destacou aquelas que cuidam de casa, da família e ainda se dedicam a serviços prestados no Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO). (Assista ao vídeo abaixo)

Há anos a secretária do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, Laira Cristina dos Santos Guimarães, inicia sua rotina passando primeiro para agradecer e pedir proteção ao Divino Pai Eterno. Elas faz suas orações e só então segue para a secretaria do Santuário para atender os romeiros, por telefone ou pessoalmente.

“Para mim é muito gratificante. Eu trabalho aqui tem quatro anos e foi a melhor conquista que o Pai Eterno me deu na minha vida. Eu amo trabalhar aqui”, afirmou a secretária.

E é no contato com essas pessoas, que muitas vezes vem de longe para agradecer, que Laira vê a grandeza e o poder do Pai Eterno. “ Eu me emociono muito com os devotos, eles contam as histórias, as graças recebidas, os milagres. No último sábado, uma devota contou que o neto dela foi curado de um câncer no cérebro. Ela me contou chorando, eu chorei junto. O Pai Eterno é maravilhoso, são só graças”, relatou.

São dias de muita dedicação ao trabalho e também a cada devoto. É no dia a dia, vivido na Casa do Pai, que Laira renova a fé e o amor no Divino Pai Eterno. “Para mim o Pai Eterno é tudo, Ele já me deu muitas bênçãos, muitas graças. Quando eu entrei aqui, minha filha ia fazer cinco anos, ela tinha asma e graças ao Pai Eterno ela foi curada, nunca mais ela passou mal. Foi uma bênção muito grande na minha vida e eu sou agradecida ao Pai eternamente”, declarou.

Veja também: 

No trabalho, na secretaria do Santuário, ela se esforça para que todos os romeiros que entram na secretaria saiam felizes e bem atendidos. “Eu procuro dar o meu melhor sempre. Quando o fiel sai daqui alegre para mim é tudo. Ligam perguntando por mim, é muito gratificante pois eles lembram da gente. É emocionante trabalhar aqui”, afirmou.

Maria Menica Vieira de Oliveira também é um exemplo de fé e dedicação ao Divino Pai Eterno. “Eu sou catequista, faço trabalho no Santuário de acolhida aos romeiros aos finais de semana e também na festa. Tento fazer o possível sempre”, declarou.

No dia a dia, o desafio dela é dividir o tempo entre a família e a Igreja. Tudo isso para não abandonar as atividades religiosas. “Não é fácil, mas faço o possível para não deixar a família e nem a Igreja. Vou tentando conciliar. Às vezes eu falto alguma coisa por motivo de família. Eu me desdobro. As pessoas falam que não tem tempo, mas é a gente faz esse tempo”, ressaltou Maria Menica.

O trabalho é voluntário e o mais importante, é feito com muito amor. “ Na acolhida aos romeiros, eu os encaminho para a confissão., abro a porta para eles entrarem, acompanho até a porta do confessionário, dando as orientações”, relatou.

Com tanto carinho pelo que faz, a certeza que fica é a de continuar ajudando no Santuário Basílica por muito mais tempo. “Eu me sinto muito bem, não consigo me afastar. É uma coisa incrível, eu não consigo deixar o trabalho. As vezes penso que não estou com saúde e nem idade mais para isso, mas eu não consigo deixar. É um trabalho muito compensador”, afirmou.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store