Notícias

Santa Teresinha, padroeira das missões e doutora da Igreja

Conheça a história de santidade da mulher que conquistou devotos católicos por todo o mundo.

DESTAQUE_SANTA_TERESINHA_DO_MENINO_JESUSO Programa Pai Eterno desta quarta-feira, 30, contou um pouco mais sobre a história de Santa Teresinha do Menino Jesus. O destaque foi do terceiro dia da série especial exibida até o final desta semana sobre as cidades Lourdes e Lisieux, na França, onde o Pe. Robson de Oliveira rezar, entre os próximos dias 6 e 23 de maio, as Novenas Internacionais. (Assinta ao vídeo abaixo)

Tudo começou no norte da França com o nascimento de uma menina de nome Maria Francisca Teresa Martin, a personagem principal de uma história de santidade que comoveu católicos por todo o mundo. Sabedoria, simplicidade e entrega que a tornariam santa e doutora da Igreja.

Maria Francisca Teresa nasceu na cidade Alençon, na França. Caçula dos nove filhos de Luis e Zélia Martin, teve a infância interrompida pelo falecimento da mãe, que sofria de câncer. Atendendo a um pedido da esposa Zélia, Luís mudou-se com as filhas para Lisieux.

“Eram cinco irmãs e todas se tornaram religiosas, quadro delas no Carmelo e uma na Visitação”, contou Ir. Silvana da Mãe de Deus, da Comunidade das Bem- Aventuranças.

A pequena Teresa passou a nutrir um enorme afeto pela irmã mais velha Paulina e a tratava como uma segunda mãe. Com a ida da irmã Paulina para o convento, a menina caiu em um mar de tristeza. Foi aí, que ela começou um itinerário de aproximação com Nossa Senhora.

Veja também: 

Após semanas de crises de pânico sem assimilar a morte da mãe e a partida da irmã Paulina, a menina Teresa olhou para a imagem de Nossa Senhora das Vitórias ao lado de sua cama. A imagem sorriu para ela que foi tomada por uma profunda paz. Teresa se sentiu aliviada de suas dores. Desse episódio, nasceu a devoção a Nossa Senhora do Sorriso.

“Ela nos mostrou em sua pequena caminhada que para alcançar a Deus, para alcançarmos a montanha do amor, temos que nos fazer pequenos. Assim como Jesus nos disse nos Evangelhos: ‘Venham a mim as criancinhas, porque delas será o Reino dos Céus’”, ressaltou Ir. Silvana da Mãe de Deus.

Quando as irmãs Maria Inês e Leônia também foram para o convento, ela intensificou suas orações para aliviar a saudade. E aos 14 anos ela se sentiu pronta.

“Teresinha foi uma religiosa e, como minha vocação é também a vida religiosa, ela transmitiu a mim os meios de sua pequena caminhada para chegar à santidade”,  disse Ir. Silvana.

Em 1888, a menina Teresa foi para o lugar onde passaria os últimos anos de sua vida: o Carmelo. Ela realizaria o sonho de se tornar Irmã Carmelita e passaria a se chamar Teresa do Menino Jesus e da Sagrada Face.

Santa Teresinha dedicou sua missão e vocação a evangelização das almas e salvação dos pecadores. Na Festa da Santíssima Trindade em 1895, ofereceu-se ao Pai Eterno para sofrer pelos pecadores e no ano seguinte teve a primeira manifestação da doença que a levou a morte: a tuberculose. Nos 27 meses de sofrimento por causa da doença, Santa Teresinha dava graças a Deus e rezava sem parar com paciência e amor.

Em setembro de 1897, morreu com os olhos fixos em Jesus Crucificado e um sorriso nos lábios. Após sua morte, mais de quatro mil milagres foram atribuídos a sua intercessão e o papa Pio XI a canonizou em maio de 1925.

Após sua morte um livro foi publicado com as memórias deixadas por Santa Teresinha. “História de uma Alma”, foi traduzido em 58 línguas e marcou as vidas de grandes doutores da Igreja com um convite sincero à conversão.

No Carmelo, Santa Teresinha rezava fervorosamente pelos missionários e mesmo sem nunca ter saído do Carmelo, expressava sempre sua vontade de ser missionária. Por isso, em dezembro de 1927, foi proclamada como padroeira dos missionários. Anos mais tarde, em 1997, recebeu o título de Doutora da Igreja concedido pelo papa João Paulo II.

A humildade, fé e santidade de Santa Teresinha do Menino Jesus, conquistou católicos por todo o mundo. Apesar do pouco tempo de vida, ela ensinou a Palavra de Deus com sua vida e através de seus escritos. Hoje milhões de fiéis em todo o mundo recorrem à poderosa intercessão de Santa Teresinha.

Santa Teresinha é também considerada a Santa das Rosas e sempre teve uma ligação profunda com elas. Em seu leito de morte, prometeu fazer chover pétalas sobre a terra, simbolizando bênçãos derramadas sob sua intercessão. Os que confiam suas intenções à Santa Terezinha garantem: em algum momento da oração, recebem uma rosa como sinal da graça alcançada.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store