Notícias

Carreiros de Araçu: tradição que segue entre gerações

Família de devotos do Divino Pai Eterno participa da Romaria e mantém viva a fé.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_OK_TXT_13_06_2014O quadro Em Nome da Vida exibido no Programa Pai Eterno desta sexta-feira, 13, contou a história do carreiro João Vieira de Souza. Aos 86 anos, ele é um devoto fiel do Divino Pai Eterno e mantém viva a tradição da Romaria, indo de Araçu até Trindade (GO) todos os anos. (Assista ao vídeo abaixo)

“Eu carreio porque gosto de carrear”, declarou João, que tem toda a família ao seu lado durante a Romaria. E não é pouca gente: são filhos, netos, bisnetos, e sua companheira Belina Pires de Souza, que não vai à Romaria, mas prepara tudo para que os carreiros peguem a estrada.

“Nesta situação que estou não sinto dificuldade de ajudar. Falo para ele que eu sou a romeira mais fiel do que ele que vai, pois arrumo tudo. No dia que eles vão chegar, eu faço comida para esperar ele e os outros romeiros”, contou Belina.

As lembranças de Romarias antigas são guardadas com muito carinho. Cada um conta uma história. Ela lembrou ainda do filho, carreiro como o pai, que era um dos mais entusiasmados com a Romaria: “Toda vez que o João ia sair, ele chegava cinco horas da manhã soltando foguete na maior alegria. Ele amava essa viagem e era muito religioso, devoto do Pai Eterno”.

Veja também: 

Fora da época da Festa, os Pires e Vieira de Araçu até promovem um desfile de carros de boi na cidade mesmo. Pollyana Agapito Vieira, neta do casal, comentou a tradição: “Começou com meu pai fazendo e ele sempre fazia a festa em homenagem ao meu avô”. A outra neta, Priscylla Agapito Vieira afirmou que a família dá continuidade. “Nós todos nos empenhamos para fazer uma festa bem bonita”, afirmou.

Eles saem de Araçu no domingo, e chegam sempre na quinta-feira para o desfile de carros de boi em Trindade. O filho de João, José Vieira, também carreiro, faz parte da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) há muitos anos. Para ele, isso é muito importante. “A Afipe é uma família, por isso que associamos”, disse.

Essa tradição de fé dos carreiros de Araçu que vão para Trindade na época da Romaria é bem antiga, começou com o avô do João, que passou para o pai dele, chegou nele, que passou para os filhos, para os netos e hoje tem até bisneto envolvido na Romaria, como é o caso do José Neto, que participa todos os anos. “É bom demais! A gente gosta então tem que participar”, ressaltou.

João Vieira é do tempo em que os carros de boi transportavam a produção rural do Estado. O sobrinho João Batista Pires lembrou já ter ouvido muitas histórias dessa época: “Na época era o transporte que tinha para carregar arroz, milho, feijão, café”.

Para muita gente o som do carro de boi é só mais um barulho qualquer, mas pra eles funciona como um anúncio, que traz à memória momentos de devoção de toda uma vida. As pernas, já cansadas depois de anos de trabalho, ainda suportam a longa caminhada.

Força que vem de uma fé inabalável no Divino Pai Eterno. “A gente tem fé no Divino e não tem intenção de parar, vamos indo toda a vida”, afirmou João. A tradição segue. Os bezerros de hoje são os bois de amanhã e as crianças os futuros carreiros.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store