Notícias

Família fruto da Romaria do Divino Pai Eterno

Os devotos Humberto e Irene se conheceram em Trindade, casaram e ensinam aos filhos a tradição e a fé no Pai.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_OUTRA_TXT_31_07_14O Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 31, contou a história de uma família que se formou na Romaria do Divino Pai Eterno, em Trindade, em 1999. Daí em diante eles passaram a viver juntos com fé e devoção ao Pai Eterno. O destaque foi do quadro Em Nome da Vida. (Assista ao vídeo abaixo)

O construtor Humberto Schwingel é catarinense, mas morava em Goiânia por causa do trabalho. Já a dona de casa Irene Maria dos Santos vivia na zona rural de uma cidade do interior de Goiás. Ela contou que sempre fazia a Romaria com a família em carros de boi e no dia do desfile eles se conheceram: “Um primo meu trabalhava com ele e o trouxe para conhecer a Festa, ver como era o desfile e conhecer a família. Foi aí que nos conhecemos”.

“Foi em um quintal, onde eles estavam acampados. Nos conhecemos e tivemos afinidade de conversar e depois começamos a namorar”, completou Humberto.

No ano 2000, Humberto e Irene se casaram. Inclusive no dia em que a reportagem foi gravada, eles estavam completando 14 anos de casados.

“Se as pessoas dizem que foi um milagre, a gente acredita porque a gente se conheceu na Festa, casamos no mês de julho, mês que é realizada a Romaria”, contou Irene.

Em 2001 veio o primeiro filho, o Walmir Elias Schwinge, 13 anos. Ele sofreu um acidente quando era bem pequeno. Um momento difícil para a família, que teve fé no Pai Eterno e fizeram um voto.

Veja também: 

“Eu tinha uma tia que morava aqui em Trindade e eu vim visita-la. Foi num domingo, o Humberto estava trabalhando e na hora em que desci do ônibus, que caminhei uns 300 metros, um motoqueiro bateu com o joelho na cabeça dele. Eu fiquei desesperada na hora, deu uma fratura na cabeça dele, um coágulo. Eu pedi ao Divino Pai Eterno que não deixasse algo de ruim acontecer com ele, porque ele desmaiou na hora. Graças a Deus a gente recebeu a graça”, relatou Irene.

O tempo passou, e eles tiveram mais um filho, o Rafael, de 5 anos. Irene lembrou que quando ele nasceu a família enfrentava um grande problema: “ Tivemos um problema financeiro. Vendemos nossa casa em Goiânia, vendemos as coisas e eu escolhi vir morar em Trindade”

A tradição de caminhar rumo aos braços do Pai continua. “Sempre é muito bom, todo mundo ajuda todo mundo quando precisa de alguma coisa, ninguém é individualista. É uma festa animada. Vou passar a tradição para frente”, afirmou Walmir Elias.

Para Humberto, a Romaria é tempo de renovar a fé. “Para cada ano que passa a gente conseguir dar o melhor da gente e continuar com essa tradição”, ressaltou.

“Para mim é uma tradição muito importante”, concluiu Irene.

O Programa Pai Eterno vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store