Notícias

Amor e gratidão pelo que faz

Educadora social se dedica à educação e formação das crianças do Centro Social Redentorista, em Trindade (GO).

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2014_10_09O Programa Pai Eterno continuou nesta quinta-feira, 9, a homenagear as crianças. O quadro Em Nome da Vida traz nesta semana experiências de pessoas que se dedicam ao crescimento intelectual e humano de cada pequeno filho do Pai Eterno. Conheça o trabalho da educadora social Vanessa Cristina da Silva. (Assista ao vídeo abaixo)

Centro Social Redentorista (CSR), em Trindade (GO), é onde a Vanessa trabalha todos os dias. A rotina da educadora social já dura um ano e dois meses. Paciência, carinho e atenção, tudo isso é o que ela procura trazer todos os dias pra dentro da sala.

Para ela, cuidar da turminha é um verdadeiro desafio. “São as crianças que não recebem o mínimo de apoio na família. São famílias muito desestruturadas, são crianças que vêm de uma marginalização, pobreza muito grande. Por isso que o nosso papel, além de ser de ensinar conhecimento, temos ainda que educar a criança”, afirmou.

Desafio que ela cumpre com sorriso no rosto e muita disposição. Com muito planejamento Vanessa tenta ensinar o máximo a essas crianças, para que se tornem seres humanos cheios de bons valores.

“A simplicidade de cada uma, o jeito que veem a vida, de uma maneira tão perfeita, tão entusiasmada, tudo como uma novidade. Nós, adultos, acabamos esquecendo isso, o quanto Deus é maravilhoso, quantas coisas boas Ele já criou para gente e para as crianças. Tudo é novidade, tudo elas aceitam muito bem”, disse Vanessa Cristina da Silva.

E é com essa simplicidade que aprendeu com as crianças que ela reconhece o quanto já mudou depois que começou a trabalhar. Contou que o CSR contribuiu para uma transformação na sua vida: “Eu me desenvolvi como pessoas, meus valores estão mais formados em Deus, eu estou desenvolvendo a cada dia mais a minha fé, a minha humanidade, o que acho que é muito importante no meio social”.

E como todo educador, Vanessa também tem uma história que marcou a sua trajetória em sala. “Tem uma aluno na minha sala que eu costumo chamá-lo de abençoado, pois o tratamento com ele é muito difícil. Ele chegou no CSR muito nervoso, estressado, não aceitava nenhum tipo de regra, não se comportava, não ficava na sala, derrubava as cadeiras, batia, brigava, já chegou até a me arranhar, mas com carinho e muita paciência eu estou conseguindo fazer com que ele fique na sala. Ele faz todas as tarefinhas que eu passo, participa com todos. Um dos momentos que mais marcou foi quando ele aprendeu a escrever o nome dele sozinho” , relatou.

Veja também: 

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_TXT_2014_10_09Todos os dias é esse carinho que a Vanessa leva para a sala. Uma história marcada pelo amor e dedicação ao próximo. A turma de alunos aprende a cada dia, e reconhece o trabalho da Vanessa, ou melhor, da tia Vanessa.

“Ela ensina muitas coisas, a gente aprende, ela é muito educada, tem carinho com a gente. Eu gosto muito dela”, afirmou Lena Maria Oliveira, 6 anos.

Alexandre Santos da Silva, 6 anos, também disse que gosta muito da educadora: “A tia Vanessa é muito legal, ensina muitas coisas, a aprender a ler, a fazer desenhos bonitos, fazer cartinha para a nossa mãe”.

Hoje, Vanessa só agradece ao Divino Pai Eterno: “Eu costumo falar que Deus me colocou no lugar certo, na hora certa e estou no lugar que eu queria estar”.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store