Notícias

Quais são os símbolos que representam uma basílica?

Saiba mais sobre a umbela e o tintinábulo, detalhes importantes presentes na Basílica do Divino Pai Eterno.

DESTAQUE_FIQUE_POR_DENTRO_TXT_2014_11_19O quadro Fique Por Dentro exibido no Programa Pai Eterno desta quarta-feira, 19, explicou a diferença entre uma Basílica Maior e uma Menor, bem como destacou os símbolos de identificação presentes em uma basílica: a umbela e o tintinábulo. Ambos presentes no Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO). (Assista ao vídeo abaixo)

A palavra basílica vem do grego “Basiliké”, e remete a grandes construções. No sentido da fé católica, as basílicas são templos cuja riqueza espiritual é imensurável. Existem dois tipos: a Maior e a Menor.

Pe. Bráulio Roger falou sobre a diferença das duas: “As Basílicas Maiores estão em Roma. Em primeiro lugar a Basílica de São João de Latrão, que é a Catedral de Roma; a Basílica de São Pedro, que está no Vaticano; a Basílica de Santa Maria Maior; e a Basílica de São Paulo Fora dos Muros. As Basílicas Menores são todas aquelas outras, além das quatro papais, todas as outras espalhadas no mundo são chamadas de Basílicas Menores”.

O título de Sacrossanta Basílica foi concedido ao Santuário do Divino Pai Eterno, em 4 de abril de 2006 pelo então Papa Bento XVI. A instalação se deu alguns meses depois, em 18 de novembro no mesmo ano.

“Existe uma tradição voltada aos santos e aos títulos cristológicos. É uma novidade essa devoção voltada para o Pai. Na verdade, é algo inédito, praticamente em quase todo o mundo cristão, esta forma de devotar a Deus como o Pai Eterno”, pontuou Pe. Bráulio.

Veja também: 

DESTAQUE_FIQUE_POR_DENTRO_2014_11_19

Alguns detalhes são importantes em uma Basílica, e estão presentes no Santuário Basílica do Divino Pai Eterno também. Na entrada principal, há as Imagens de São Pedro e São Paulo. Dos dois lados, também da entrada, estão as placas de bronze, onde estão registradas, em latim, a dedicação e instalação. Outros símbolos muito importantes são a umbela e o tintinábulo.

“A umbela, a princípio, era uma tenda que guardava o imperador romano. Depois, com a institucionalização da Igreja, a aproximação do Império, ela também foi muito usada como uma tenda papal, onde o Papa às vezes descansava em alguma visita ou batalha. O tintinábulo possui um sentido muito especial, pois assim como a umbela, ele acompanha as procissões que partem e que saem em direção a uma basílica. Ele tem o sentido de anunciar a chegada do Papa a uma igreja. Ele é um sino, que está sob uma haste decorada, que significa o anúncio da chegada de alguém importante”, explicou Pe. Bráulio Róger.

Para o devoto João José Camargo, de Vila Rica (MT), os símbolos são muito importantes. “Estes símbolos fazem com que a gente demonstre mais a fé. Mostrar que acredita no Pai Eterno, nos mistérios do milagre”, disse.

Os devotos que vêm de longe, assim como Marilza Leal, de Barra Mansa (RJ), são tomados pela emoção ao entrar na Basílica do Divino Pai Eterno. “A gente levanta, senta, deita, vai para o serviço, pedindo e agradecendo por tudo que temos pedido e recebido. Tudo pedimos ao Pai”, afirmou.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store