Notícias

Um Natal de oração, paz e esperança

Pe. Edinisio Pereira fala sobre como os cristãos devem vivenciar o Natal, em seu verdadeiro sentido.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2014_12_22_002Daqui a poucos dias vamos celebrar o Natal, o nascimento do Menino Jesus. Sobre o assunto, o Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 22, exibiu entrevista com o Missionário Redentorista Pe. Edinisio Pereira, que falou sobre o verdadeiro sentido do Natal para a Igreja Católica, ressaltou que os cristãos devem vivenciar a data com oração e deixou uma mensagem especial para os filhos e filhas do Divino Pai Eterno. (Assista ao vídeo abaixo)

Talíta Carvalho: Qual o verdadeiro significado do Natal para a Igreja Católica?

Pe. Edinisio: O Natal para a Igreja Católica, para a tradição judeu cristã, é este momento em que Deus torna-se pessoa humana, assim como nós, assumindo a nossa fraqueza, redimindo-nos de todas as nossas iniquidades, para conduzirmos mais uma vez aquilo que nós chamamos de a segunda vinda, que é o dia em que nós partimos desta vida para a vida eterna.

Talíta Carvalho: E qual o significado que o Natal assume nos dias atuais?

Pe. Edinisio: O Natal cristão permanece com toda a sua essência. Então, nós celebramos o nascimento de Jesus, este acontecimento que dividiu a história da humanidade antes e depois de Cristo. A Igreja mantém a fidelidade dos acontecimentos e fatos que marcam esta história, mas nos dias atuais o Natal está tomando um sentido muito mais comercial, entrando na dimensão em si da troca de presentes, das festividades, de luzes e cores, e tudo isso faz parte da vida do ser humano, mas pode desvirtuar para a realidade que realmente não é o Natal de Jesus de Nazaré, Natal de Belém.

Talíta Carvalho: Como o cristão deve vivenciar esse tempo de Natal?

DESTAQUE_ENTREVISTA_2014_12_22_003Pe. Edinisio: A melhor maneira de procurarmos vivenciar o Natal é tornando-nos homens e mulheres mais meditativos, centrados, o homem e a mulher da oração. É claro, que nós podemos e devemos, pois faz parte do contexto da vida humana, nos alegrar, festejar, e até o próprio Cristo também viveu num contexto de alegria e de festa. Mas primeiro para nós, cristãos, é preciso que assumamos este renascer de Cristo, preparando o nosso coração para o Cristo que vem. É importante ressaltar que Cristo já veio, já nasceu, já assumiu a nossa condição humana, e já foi morto e ressuscitado, mas este vir é para nos relembrar, não deixar nos esquecermos de que há um Salvador, que morreu de braços abertos por cada um de nós, e esse Salvador que é a Imagem do próprio Deus a Sua semelhança no amor misericordioso. Vivendo esses valores do amor, da união, da fraternidade, da celebração da noite do Mistério da encarnação de Deus, por que não também festejar nossa vida com a família, com os amigos, com as pessoas que nós amamos?

Talíta Carvalho: Enquanto cristãos, como devemos fazer para manter esses valores e o verdadeiro significado do Natal sem que eles sejam esquecidos?

Pe. Edinisio: Eu posso dizer a partir da minha própria experiência de vida. O Natal entrou na minha vida desde criança, desde pequenininho, quando morava na fazenda com os meus pais. A gente se reunia para reza do terço durante o ano e depois, no período do Natal, a gente se reunia para celebrar o Natal em família. São valores que devemos transmitir, são valores que assumimos para nós como algo positivo na nossa vida, que nos dá o sentido de viver e também queremos transmitir aos outros. Então, eu penso que seja nessa dinâmica, de não deixar esquecido a nossa religiosidade popular, mas também não deixar esquecida a mensagem do nosso Cristo Jesus escrita nos Evangelhos.

Talíta Carvalho: Qual a mensagem o senhor deixa para os filhos e filhas do Divino Pai Eterno neste Natal?

Pe. Edinisio: Para todos vocês um Feliz Natal! Feliz Ano Novo! E que este tempo seja o tempo da graça de Deus na sua vida, que você continue fazendo esta experiência do ressuscitado, enfrentando as dificuldades da realidade do dia a dia da vida, mas sem perder a paz e a esperança, do modo do Cristo que veio, trouxe-nos a paz e lá no alto da cruz disse: “Pai, em tuas mãos eu entrego meu espírito”. Então, olhemos também para o Cristo que vem, na esperança também de Deus, que vem ao nosso encontro quando um dia desta vida partirmos.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store