Notícias

Casal segue com fé, confiança e amor ao Pai Eterno

Devotos, associados à Afipe, mantêm viva a tradição repassada de geração em geração na família.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_01_14_001O Programa Pai Eterno desta quarta-feira, 14, contou a história do funcionário público Wilson Moreira Loures e de sua esposa, a dona de casa Vanda Maria Loures. Mais um exemplo de família guiada pela devoção e fé no Divino Pai Eterno. (Assista ao vídeo abaixo)

“O Divino Pai Eterno representa tudo na minha vida. É a paz, é confiança”, declarou ele.

Assim como milhares de devotos do Brasil inteiro, a devoção de Wilson começou ainda na infância. Lembranças que ainda estão vivas na memória. “Essa devoção surgiu através do meu pai, do meu avô, que morava em Nova Veneza. Sempre, quando criança, a gente ia para Trindade, na Romaria, de carro de boi. Depois, quando eu vim para Goiânia, eu continuei essa tradição e essa fé e devoção ao Pai Eterno”, contou.

Wilson contou que há muitos anos participar da Romaria é uma tradição na família: “A gente sempre tem o prazer de levar minha mãe e nossos filhos para continuar essa devoção. É muito importante e gratificante”.

O devoto fez questão de passar a tradição para a família. Sua esposa, Vanda Maria Loures, já era muito católica, mas não era devota do Divino Pai Eterno. Ela contou que foi o esposo que a ensinou: “Nós casamos e eu vi a devoção dele, dos pais dele e achei muito interessante. Comecei a ir também e fiquei maravilhada”.

Veja também:

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_01_14_002Vanda já sentiu de perto a proteção do Divino Pai Eterno. Para ela, uma fé que se renova a cada dia. “Eu tinha um pavor muito grande de perder a minha mãe, ela era meu tudo. Ela teve câncer e na morte dela eu pensei que não aguentaria. Então ainda no hospital com ela, eu pedi ao Pai Eterno que me desse força, não deixasse eu perder minha fé. Naquele momento, eu senti uma paz tão grande, eu louvei ao Pai Eterno pelo dom da vida dela, entreguei nos braços do Pai Eterno. Todos os dias da minha vida eu louvo e agradeço ao Pai pela certeza de que ela mora com Ele. Em momento nenhum minha fé foi abalada. Eu achava que quando eu a perdesse, eu perderia a fé, de tanto que o amor era grande. Eu dependia tanto emocionalmente dela, mas neste momento o Pai Eterno me pegou nos braços, como eu tenho certeza que ela está nos braços do Pai. Louvo e agradeço por ela não ter sofrido”, contou.

Ela afirmou que divide sua vida entre o antes e o depois da devoção: “Foi uma transformação muito grande de vida, a espiritualidade aumenta, a fé cresce cada dia através dos testemunhos nas Novenas, que sempre que posso eu assisto ou pela Tv ou pelo aplicativo Pai Eterno, no celular!”.

Há alguns anos o casal passou a fazer parte da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) e contribui todos os meses para ajudar nas obras de evangelização. Segundo Wilson, essa foi uma forma que eles encontraram de agradecer ao Pai por tantas graças já recebidas. “Eu vi a importância do trabalho social e também do trabalho de evangelização e comecei a contribuir. Graças a Deus esse dinheiro não me fez falta, me trouxe um alento maior, uma força de espírito maior, uma alegria muito grande de contribuir com a Afipe”, afirmou.

O Programa Pai Eterno vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno