Notícias

A importância da mulher para a Igreja

Irmã Márcia dos Santos cita nomes femininos da Bíblia e afirma que a mulher exerce grandes papéis cristãos.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2015_03_02_002A Bíblia Sagrada e o Cristianismo nos apresentam várias mulheres que receberam grandes missões do Pai Eterno. Elas fizeram a diferença no projeto de salvação de Deus. Hoje, são grandes exemplos de fé, perseverança e confiança no Senhor. Sobre esse assunto o Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 2, exibiu entrevista com a Ir. Márcia dos Santos, da Ordem das Irmãs da Copiosa Redenção, que falou sobre a importância das mulheres na Igreja. (Assista ao vídeo abaixo) 

Talíta Carvalho: Irmã,  qual é a importância da mulher para a Igreja?

Ir. Márcia: Elas são corajosas, prestativas. São pessoas que estão assumindo todas as lideranças da nossa Igreja. São elas que catequizam, que visitam os doentes. São as pessoas que estão administrando também muitas coisas na nossa Igreja, são muito presentes. A maioria da liderança na Igreja é exercida por mulheres.

Talíta Carvalho: Temos algumas perguntas de telespectadores. A primeira é da Rosa Melo, de Cataguases, Minas Gerais, ela diz que acredita que Maria Santíssima é a maior inspiradora das boas obras. Ela pede para a senhora citar outras mulheres da Bíblia que também inspiram boas obras.

Ir. Márcia: A primeira mulher que me vem é Sara. Ela foi esposa de Abraão. Deus prometeu a Abraão que ele seria pai de uma nação e teria um filho que daria origem a todo o povo de Israel. Sara tinha dois agravantes, ela era estéril e idosa. Então, como poderia se fazer isso em uma mulher com essas duas características? A fé de Sara era tão grande, que ela confiou na promessa de Deus, que ela teria esse filho. Realmente ela deu à luz ao seu filho Isaac, aos 90 anos de idade. Tem também Rute, que era tão fiel à família, era uma pessoa amiga, fiel à sua sogra, e ela disse: “Eu vou com a senhora até onde a senhora for”. Então, tem uma característica muito grande que nós mulheres podemos seguir, que é a amizade, de acompanhar, ser fiel. Outra mulher muito importante foi Débora, ela foi a única mulher que recebeu um cargo, ela era juíza, então pode-se seguir o exemplo dela para poder conciliar nossa vida como religiosa, dona de casa. Tem outras que querem fazer a vontade de Deus tanto na família como no trabalho. E ainda tem várias outras mulheres por aí.

Talíta Carvalho: Tem a Ana também, não é mesmo irmã?

Ir. Márcia: Sim. Ana era uma mulher estéril. Ela fez uma oração e disse que se Deus desse a graça a ela de ser mãe, ela consagraria este filho a Deus. Olha a coragem da mulher de consagrar seu filho antes dele nascer! Ana foi mãe de Samuel antes dele nascer. Ele foi um grande profeta da história da salvação. E tem muitas outras. Nossa Senhora, a Virgem Maria, que tem um papel especial. Dentro da Campanha da Fraternidade, onde o papa nos chama a atenção, que precisamos servir, muito mais que ser servido, Nossa Senhora vem nos ensinar. Essa humildade de mulher que se colocou à disposição de todos, primeiramente de seu filho, de Deus, e depois de todas as pessoas que Deus colocou a sua volta, intercede por nós em todos os momentos.

Talíta Carvalho: Vamos à pergunta de mais uma devota. Ela gostaria de saber se as boas obras que as mulheres de hoje inspiram são como as boas obras que as mulheres da época cristã inspiravam, ou se houve alguma mudança. A pergunta é da Izabela Viana, de Timon, no Maranhão.

Ir. Márcia: Exemplos de integridade, fidelidade, de fé, de caridade. Os valores são os mesmos só mudam as épocas. Temos que nos adequar ao mundo que vivemos hoje, que a mulher naquele tempo não tinha a liberdade de expressão que tem hoje.

Talíta Carvalho: Vamos à última pergunta, da Joyce Nely, de Buritizeiro, Minas Gerais. A devota gostaria de saber sobre Maria Madalena.

Ir. Márcia: Um dos momentos que Maria Madalena esteve com Jesus, que me chama muita atenção, foi quando Jesus ressuscitou. Ela foi a primeira mulher que viu Jesus ressuscitado. Jesus e os apóstulos iam para as missões e as mulheres acompanhavam. Às vezes passa a impressão que as mulheres só assumiam os papéis domésticos, e não, elas eram missionárias. Então vai muito mais além do que a gente possa imaginar. Então, hoje, nós somos convidadas a ser essas missionárias, vai muito mais além do que a gente possa imaginar. Não somos menos, nem mais que os homens, somos criadas à imagem e semelhança de Deus.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store