Notícias

Temente ao Pai Eterno e dedicada ao próximo

Devota afirma que as boas ações fazem parte do seu cotidiano, missão que ela realiza por gratidão.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_03_11_004Nesta semana o quadro Em Nome da Vida, exibido no Programa Pai Eterno, está homenageando as mulheres, que são exemplos de fé, amor e dedicação. O destaque desta quarta-feira, 11, foi para a cerimonialista Lílian Elias. Boas ações sempre fazem parte do cotidiano dela. (Assista ao vídeo abaixo)

Cheia de fé, Lílian faz parte de um grupo de oração em Trindade (GO). “Nós reunimos para nos preparar na segunda-feira. São duas horas de oração. Temos também o grupo que acolhe as pessoas nas quintas-feiras, na Igreja Matriz, até às 21h. Lá a gente faz animação, oração, pregação e louvor, ensinando às pessoas a experimentarem o amor de Deus através da oração”, contou.

Se preocupar com o bem do outro é uma atitude que Lílian diz ter aprendido com os pais, ainda na infância e não abre mão de continuar colocando em prática o que um dia aprendeu: “A boa ação tem sempre que ser feita. Ela é uma coisa cotidiana na nossa vida, no nosso trabalho, na igreja e com a família. Sem servir, eu não sou nada. O tanto que o Pai já fez por mim, eu preciso fazer algo pelos outros”.

Para a cerimonialista, a realização é sempre ter disposição em ajudar, missão que pretende continuar por muito tempo. “É gratificante! É uma alegria para a gente saber que o pouco que você doa, às vezes, é muito para o outro. Às vezes você pensa que está doando pouco, mas um telefonema que a pessoa precisa de oração, ela agradece. Então, acho que é muito mais gratificante para aquele que doa do que para aquele que recebe”, disse.

Veja também:

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_03_11_005A história de vida de Lílian é um grande milagre. Ela contou que não conseguia engravidar, mas recebeu essa bênção nove anos após ter se casado. Foram anos de espera e hoje, percebe que sua história se parece muito com a de Ana, uma das mulheres citadas na Bíblia.

“Ela vivia no templo. Era uma mulher estéril e clamava muito a Deus um filho. Eu me identifico com ela porque eu casei com 21 anos e tive o primeiro filho com 30 anos. Os médicos falavam que era impossível, mas através de muita oração, espera e esperança em Deus, Ele realizou esse milagre”, ressaltou.

Lílian Elias hoje vive rodeada de amor. Teve três filhos: a Míriam, Gabriela e o pequeno Eduardo. Para ela, a força vem do Divino Pai Eterno, a quem sempre agradece por cada momento em sua vida. “Hoje é só agradecimento. Muita alegria, muito louvor no coração. É Deus que fortalece a gente para trabalhar, para ser mãe; e Nossa Senhora, a quem também buscamos refúgio e força. Ela, como Mãe perfeita, nos ensina”, concluiu.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno