Notícias

Acolhimento e formação para crianças e adolescentes

Associação Polivalente São José, em Goiânia (GO), é mais uma obra social apoiada pela Afipe.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_03_19_001O quadro Em Nome da Vida, exibido no Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 19, mostrou mais uma obra social que recebe o apoio da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). Com o objetivo de promover o desenvolvimento de crianças e jovens por meio do esporte, educação, convívio social e apoio às famílias, a Associação Polivalente São José, localizada em Goiânia (GO), atende cerca de 150 crianças e adolescentes, de 6 a 17 anos. (Assista ao vídeo abaixo)

“Nosso trabalho tem o fundamento da transformação da comunidade, de vidas. Nós temos o lema: Para melhorar o mundo, cada um precisa fazer sua parte e melhorar quem está do lado”, explicou a coordenadora pedagógica, Maria das Graças Campos Pereira.

A Associação Polivalente São José foi criada em 1996 pelas Irmãs Missionárias Coração de Maria. Atualmente é coordenada por um grupo de leigos da paróquia local. A coordenadora administrativa, Elaide Cristina Silva dos Santos, afirmou que o apoio da Afipe é fundamental: “A diferença é imensa, pois hoje podemos oferecer um trabalho de qualidade, com segurança para as crianças. A qualidade do ensino também melhorou porque nós podemos capacitar melhor os nossos funcionários e até mantê-los na instituição”.

São várias atividades oferecidas, sempre no contraturno escolar. A informática é uma delas. “Eles precisam aprender o benefício que a máquina traz. Em que o computador pode ajudar na vida. Para os adolescentes ainda é mais importante, pois vão ingressar no mercado de trabalho, e hoje tudo é no computador. Eles precisam entender, saber como funciona e o benefício que pode trazer para a vida deles”, ressaltou o professor Gleison Dimas Pereira.

Veja também:

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_03_19_002A Viviane Pereira de Macedo Lima, 16 anos, frequenta a instituição há pouco tempo, e gostou tanto, que pretende sair só quando começar a trabalhar. “Eu descobri que aqui é como se fosse minha segunda casa mesmo, minha segunda família. As pessoas daqui são muito fáceis de conviver. Eu aprendi muito com elas e eu não pretendo sair daqui. Pretendo aproveitar ao máximo essa oportunidade”, disse.

Tem também cine clube, capoeira e música. O Luyan Agabito Azambuja, 15 anos, se interessou pelo saxofone. Ele começou a frequentar a Associação há quatro anos, acompanhando a avó, que ajudava na limpeza como voluntária. “Aqui é mais que um trabalho familiar. Tira os jovens da rua para dar uma oportunidade melhor para a vida deles”, afirmou.

Os filhos da auxiliar de serviços gerais Núzia Marques Paula Gomes frequentam a associação há quatro anos. Para ela, é uma tranquilidade enquanto trabalha porque confia na instituição. “Eu confio bastante na Associação e em todos os professores daqui”, disse.

O melhor de tudo é saber que todos têm a oportunidade de lutar por um futuro melhor. “Os adolescentes retornam à casa agradecendo, contando que a dinâmica que foi trabalhada aqui foi a mesma citada na entrevista de emprego, quando são inseridos no mercado de trabalho. A Associação forma para a vida”, concluiu a coordenadora Elaide Cristina.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store