Notícias

Sempre em comunhão com o Pai Eterno

Devota afirma que ir à missa é importante para entender e crescer na Palavra e sabedoria de Deus.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_05_14_001Para pedir bênçãos, agradecer graças ou simplesmente visitar a Casa do Pai, vários devotos fazem questão de participar das missas em Trindade (GO), nos templos dedicados ao Pai Eterno. O quadro Em Nome da Vida, exibido no Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 14, destacou mais um exemplo de quem tem esta prática, que representa a fé a devoção. (Assista ao vídeo abaixo)

A aposentada Antônia Maria de Souza nasceu em Minas Gerais, mas é goiana de coração, mora no Estado há 50 anos, e em Trindade há 32. Desde que se mudou, sempre fez questão de frequentar as celebrações nos santuários dedicados ao Divino Pai Eterno. Aos domingos, vai à missa no Santuário Basílica, e durante a semana na Igreja Matriz de Trindade.

Antônia Maria se lembra das coisas que aprendeu com os pais. Um tempo de muita fé e respeito. “Meu pai levantava de manhã e marchava pela fé muito longe. Eu, novinha, não ia, mas as irmãs mais velhas iam longe buscar a força espiritual. Eles confessavam, comungavam e depois que voltavam para casa, tomavam café”, lembrou.

Mãe de oito filhos, ela contou que sempre procurou guiar a família nos caminhos da Igreja: “Sempre eu falo com eles. Quando eram pequenos eu colocava todos para irem à missa, fazerem primeira eucaristia. Tudo eu ensinei para eles”.

Veja também:

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_05_14_002Para a devota, ir à missa é ter a oportunidade de receber o sacramento mais importante que existe, a Eucaristia. “É importante para entender muito a Palavra de Deus e crescer na sabedoria”, disse.

O Redentor, Jesus Cristo, instituiu na última ceia o sacrifício eucarístico, partilhando do próprio corpo e sangue, e confiando-o a Igreja. Por isso, a Eucaristia é o ápice da vida cristã. Uma união que celebramos com o Pai Eterno. “Quando Jesus disse: ‘Amai-vos uns aos outros’. Ele une o amor ao próximo, a Ele e o amor ao Pai. Como o Pai me amou, eu amei vocês. Permaneçam no Meu amor. Isso acontece de forma especial na comunhão”, ressaltou o Missionário Redentorista, Pe. Henrique Strehl.

Frequentando a missa, Antônia Maria afirmou que se sente em comunhão com o Pai, e agradece por tudo na vida: “Se a bênção não chega hoje, chega amanhã,. Meu choro pode durar um dia e uma noite, mas pela manhã minha bênção chega. A fé remove muitas montanhas na minha vida. Muitas vezes já me tirou do sufoco”.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno