Notícias

Corpus Christi: o corpo e o sangue de Jesus consagrados

Pe. Natalino Martins fala sobre a solenidade, celebrada no dia 4 de junho, dedicada à veneração da Santa Eucaristia.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2015_06_01_002Na próxima quinta-feira, 4 de junho, a Igreja celebra Corpus Christi. A solenidade é dedicada à veneração da Santa Eucaristia: o corpo e o sangue de Jesus Cristo consagrados. Este foi o tema abordado na entrevista com Pe. Natalino Martins, exibida no Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 1º de junho. (Assista ao vídeo abaixo)

Talíta Carvalho: Como surgiu a celebração de Corpus Christi?

Pe. Natalino Martins: No ano de 1263, na cidade da Boêmia, na Alemanha, um padre tinha sérias dúvidas sobre a presença real de Jesus Cristo na Eucaristia. Numa viagem deste padre à Itália, na cidade de Boucenna, onde está localizado o túmulo de Santa Cristina, ele rezando a missa, o próprio Cristo se manifesta por meio do sangue na hóstia consagrada. Por meio deste sinal, ele começa a acreditar profundamente neste Mistério de Deus e levou este caso ao Papa Urbano IV, que, a partir do ano seguinte, 1264, instituiu, portanto, o alto da memória de Corpus Christi.

Talíta Carvalho: É comum vermos durante a celebração de Corpus Christi, nas ruas das cidades vários tapetes feitos de serragem. O que eles representam?

Pe. Natalino Martins: Os tapetes e, consequentemente, a própria procissão de Jesus sendo levado pelos sacerdotes pelas ruas da cidade é a saída do próprio Cristo do tabernáculo do sacrário para estar com todos os homens e mulheres, para conviver conosco fazendo jus a própria expressão “Emanuel, o Deus conosco”.

Talíta Carvalho: Partimos agora para perguntas de devotos que enviaram suas dúvidas pelas redes sociais. O Eduardo Rocha da Silva mora em Miracema do Tocantins (TO) e diz “Padre, eu gostaria de saber por que esta data não é celebrada logo após a ressurreição de Cristo”.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2015_06_01_001Pe. Natalino Martins: Dentro do calendário da Igreja nós temos que obedecer a determinadas regras que dizem muito forte com relação às datas. Elas são fixas e programadas exatamente para dizer a cada um de nós que cada tempo tem sua importância, e nós rezamos esta Festa de Corpus Christi fazendo valer o grande gesto de Jesus, que na Quinta-Feira Santa se deu como alimento, como presença real dia após dia.

Talíta Carvalho: Padre, o que se faz com os materiais que são usados nos tapetes após a procissão. A pergunta é do Edson Castro Júnior, de Quirinópolis, interior de Goiás.

Pe. Natalino Martins: Dentro da programação da Festa de Corpus Christi, as pessoas, nas paróquias, nas comunidades preparam as ruas para o translado de Jesus Cristo eucarístico logo após a Santa Missa e, depois, todos os objetos são recolhidos como coisas respeitosas, sagradas, porque por ali passou o próprio Cristo, autor de toda a santidade. Portanto, fiquemos atentos para que esta Festa seja, para nós, o grande incentivo da presença real de Jesus e, ao mesmo tempo, um valoroso meio para nos colocarmos como pessoas solícitas, assim como o Cristo sai do tabernáculo e vem ao nosso encontro, nós também sejamos, pela caridade, homens e mulheres, que socorrem uns aos outros.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store