Notícias

Divina Arte: toque do berrante em agradecimento ao Pai

No berrante, Agnaldo expressa seu agradecimento às bênçãos sobre sua vida e de sua família.

DESTAQUE_DIVINA_ARTE_2015_07_13_002Os berrantes são tradicionais entre os romeiros. O objeto emite um som que, no campo, serve para reunir e conduzir a boiada, mas, quando inspirado pela fé, pode ganhar uma função a mais: emocionar milhares de fiéis do Pai Eterno. Este assunto foi destaque no quadro Divina Arte, do Programa Pai Eterno desta segunda, 13.

Agnaldo Pereira dos Anjos é berranteiro e nasceu em Santa Helena de Goiás. Com 11 anos de idade, mudou-se para Amorinópolis (GO), onde começou a cuidar de gado. Ele conta que a expressão da fé no Pai Eterno, por meio do berrante, começou depois que ele enfrentou problemas de saúde. Pela fé no Divino Pai Eterno, ele toca em agradecimento às bênçãos sobre sua vida e de sua família.

Ele lembra que, em uma fazenda nas proximidades de Iporá (GO), estava montado em uma mula, que entrou debaixo de uma árvore. No momento, ele machucou as costas, caindo sobre pedras. Já em Tocantins (GO), se enroscou com cipó, caindo de costas novamente: “Meu médico falou que eu podia parar de mexer com gado. Se eu levasse outro tombo, iria para a cadeira de rodas”.

Agnaldo, emocionado, conta que decidiu parar, ainda que se sentisse realizado naquela tarefa. Anos depois, em 2014, passou por outra queda de uma mula, mas não sofreu lesões: “Graças ao Divino Pai Eterno”.

Veja também: 

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store