Notícias

Família agradece ao Pai Eterno por graça alcançada

Devoto fez romaria de 11 dias até Trindade (GO) para agradecer pela saúde da filha.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_07_28_001Para muita gente, a graça do Divino Pai Eterno acontece pela fé da família, ainda na infância. As bênçãos vão sendo derramadas e milagres acontecem de geração em geração, conquistando, cada vez mais, vidas e corações para o Pai Eterno. Os agraciados fazem questão de homenagear o Pai com sacrifícios que, às vezes, se tornam pequenos diante da graça alcançada. É o caso do Fernando Rocha Abrão e sua família. A história deles foi contada no quadro Em Nome da Vida, do Programa Pai Eterno desta terça, 28.

Em 2011, Fernando e a esposa passaram por um momento difícil. Em agosto daquele ano, eles descobriram que a filha, Maria Laura, estava com pneumonia. Ali, começou uma luta pela vida.

A família, que morava em Mineiros, interior de Goiás, teve que ir às pressas para a capital, Goiânia. Fernando conta que a filha teve febre e náuseas por dois dias. “O médico disse que o caso era gravíssimo e que podíamos começar a rezar”, explica.

Na época, os médicos disseram que, se Maria Laura sobrevivesse, ficaria com sequelas. A princípio, o momento foi de muito medo, mas foi no Divino Pai Eterno que a família se apoiou, encontrando forças para enfrentar o período difícil.

Ainda no hospital, quando receberam a notícia da gravidade do estado da menina, a primeira coisa que Fernando fez foi pedir a proteção ao Pai Eterno. “Naquele momento, eu pedi ao Pai para ver minha filha viva, sem sequelas, porque eu não queria vê-la sofrendo”, diz.

Maria Laura ficou 14 dias internada. Tempo de angústia para a família, mas, também, muita fé. Vários exames foram realizados, até que o último diagnóstico saiu: “Coração, sem sinais de inflamação; fígado, sem sinais de inflamação; rins, sem sinais de inflamação”, lembra Fernando.

Nos momentos de desespero, eles nunca perderam a fé. E, o que parecia impossível aos olhos dos médicos, se reverteu. Maria Laura seria mais um milagre do Divino Pai Eterno. “Foi o dia mais feliz da minha vida. Foi um momento mágico e único que, não somente marcou a nossa vida, como também a nossa alma”, diz.

Com a menina em casa, a preocupação do Pai, agora, era pagar a promessa que havia feito em 2011. Por isso, na Romaria deste ano, ele saiu de Mineiros, onde morava na época, e, em 11 dias, percorreu mais de 400 km até Trindade. “As dores físicas eram enormes. Eu senti muita dor no tendão e no joelho”, diz.

Mas nada atrapalhou o trajeto. Chegando ao Santuário Basílica, Fernando encontrou a filha vestida de anjinho. De joelhos, ele seguiu até a Imagem do Divino Pai Eterno, beijou a fita: “Foi um momento emocionante, em que eu cumpri meu combinado com o Divino Pai Eterno”.

Veja também: 

O Programa Pai Eterno vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno