Notícias

Devoto retribui graças doando tempo à Igreja

Em atitudes solidárias, Benedito de Souza coloca em prática a fé no Divino Pai Eterno.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2015_07_29_002Quem é abençoado pelo Pai Eterno faz questão de servi-Lo e falar Dele aos irmãos, com alegria e como verdadeiro filho amado. O quadro Em Nome da Vida, do Programa Pai Eterno desta quarta, 29, traz a história de fé e devoção de Benedito de Souza. Na família dele, a presença do Divino Pai Eterno vem desde a infância.

Benedito e a família sempre moraram em Trindade (GO). Por isso, ele teve a oportunidade de acompanhar de perto a construção do Santuário Basílica. “Eu acompanhava e via o trator perfurando o terreno”, lembra. “A gente ficava curioso e ia todos os domingos ver a obra”, conta.

Daquele tempo, Benedito carrega muitas lembranças. Além da construção, ele relembra com carinho as primeiras celebrações no Santuário: “Tinha pouca gente, somente em volta do altar mesmo, e depois foi crescendo”.

Sobre a Trindade de antigamente, Benedito volta no tempo e explica que “eram só as ruas do centro bem estreitas e com pouca gente”. “Depois, a quantidade de pessoas foi aumentando e, hoje, a gente anda e vê muita gente, muitos romeiros”, diz.

Confiante no Divino Pai Eterno, Benedito sempre encontrou no Pai a serenidade para enfrentar momentos difíceis, como, por exemplo, quando a filha ficou doente. “Fiz a promessa de vir da antiga Imagem do Padre Pelágio ao Santuário a pé, rezando o terço”. Ele conta, ainda, que, “antes de vencer o ano, ela [a filha] ficou boa”. No outro ano, ele fez o mesmo percurso novamente, para fortalecer a promessa que havia feito.

Esta foi apenas uma das graças alcançadas. Sempre que pede, Benedito é atendido. E, como agradecimento, há mais de 30 anos o devoto doa parte de seu tempo ajudando na igreja. “Entrei rezando a noveninha de Natal, depois fui para a Comunidade São José, depois da Liga Católica. Hoje, estou no Santuário. É um trabalho que faço com muito carinho, fé e respeito”, diz.

Com essa expressão de amor ao próximo, Benedito coloca em prática o ato de fé e devoção ao Divino Pai Eterno: “A gente se salva, salvando os outros. O que a gente aprender, tem que passar adiante. É uma sementinha que vai crescendo”, conclui.

Veja também: 

O Programa Pai Eterno vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno