Notícias

Reabilitação por meio da arte

Internas da Vila São Cottolengo participam de atividade artística com foco no desenvolvimento motor e cognitivo.

DESTAQUE_DIVINA_ARTE_2015_10_26_001Na Vila São Cottolengo, em Trindade (GO), os internos usam tintas e pincéis como mais uma ferramenta de reabilitação, que se torna obra de arte a serviço da fé. O quadro Divina Arte, exibido no Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 26, mostrou como a atividade envolve e ajuda as pacientes. (Assista ao vídeo abaixo)

Lindinalva Aparecida de Farias Sousa, fonoaudióloga na Vila, falou sobre os objetivos da pintura: “Nós estamos fazendo um trabalho de estimulação de linguagem e cognição, e também associando ao trabalho de arte terapia, que tem objetivos que se completam um com o outro”.

A psicóloga Helena Maria Alves acompanha as pacientes durante as atividades e ressaltou que o foco do trabalho está no desenvolvimento de cada uma. “São pacientes com deficiência mental e deficiências múltiplas. O grande diferencial é que as pacientes têm um comprometimento físico muito acentuado e o cognitivo preservado. O trabalho não visa a questão estética, é um trabalho terapêutico mesmo, dentro das possibilidades de cada um. Então, a beleza está embutida na produção que cada uma consegue desenvolver”, pontuou.

As profissionais utilizam, além da pintura, outras técnicas relacionadas à arte, que possibilitam o desenvolvimento motor das pacientes. “Nós associamos várias atividades juntas, onde nós utilizamos a pintura, mas utilizamos também outras estratégias como o mosaico, aonde eles vão poder trabalhar essa questão de compreensão, cognição e vão conseguir montar isso. Neste momento eles trabalham também o aspecto motor. Quando eles fazem a escolha das cores que querem, também estão manifestando os seus desejos e independência naquele momento”, explicou Lindinalva.

Veja também:

DESTAQUE_DIVINA_ARTE_2015_10_26_002Sobre a satisfação da pacientes ao participarem do momento artístico, a fonoaudióloga destacou: “Percebemos a alegria delas em estar desenvolvendo esse trabalho. E para nós é uma satisfação enorme por estar proporcionando para elas essa oportunidade de expressar algo que, para elas, muitas vezes é complicado expressar”.

A psicóloga comentou o quanto é bom ver o progresso por meio da atividade realizada com as pacientes. “É uma atividade tão gratificante que, às vezes, chega no dia não dá para fazer e todas ficam pedindo. É muito proveitoso, pois é a partir desses recursos terapêuticos que a gente consegue acessar conteúdos emocionais, que se fossem diretamente seria mais complicado para elas se exporem”, disse Helena.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store