Notícias

Procissão de entrada: peregrinos a caminho da Casa do Pai

Saiba mais sobre este rito antigo da Igreja, realizado em celebrações solenes.

DESTAQUE_VOCE_SABVIA_2015_10_29_003As missas, geralmente, se iniciam com a procissão de entrada. O quadro Você Sabia?, exibido no Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 29, explicou detalhes sobre esse rito antigo da Igreja, que e acontecia quando esse momento era solene e a procissão era feita, quase sempre, de uma Igreja para outra. (Assista ao vídeo abaixo)

O principal objetivo da procissão é lembrar os fiéis de que todos são peregrinos neste mundo a caminho da Casa do Pai. Uma fila é formada e algumas pessoas vão caminhando até o altar. “Primeiro, nas missas solenes, a gente usa incenso, que vai à frente. Depois vem a cruz; em seguida, as velas; depois os leitores; os ministros extraordinários da comunhão; na sequencia, o acólito com o livro do Evangeliário, ou, se estiver presente um diácono, é ele que carrega. Depois, vem o celebrante principal, o presidente, que é o padre, ou se estiver o bispo, vem dois acólitos atrás dele”, explicou Pe. Nilson Marostica, pároco da Paróquia Santa Genoveva.

Quando não tem incenso, o crucifixo entra em primeiro lugar. Pe. Nilson explicou o motivo: “A missa é o sacrifício de Cristo. Então, a cruz vai à frente já para dar o sentido que estamos indo para o sacrifício de Cristo, a sua entrega total na cruz. O altar é a cruz de Cristo, onde a gente celebra o Mistério da sua Paixão e Ressurreição”.

Veja também:

DESTAQUE_VOCE_SABVIA_2015_10_29_006Durante a procissão de entrada, a assembleia deve ficar em pé e isso significa que todos são acolhidos por Deus durante aquela celebração. A procissão é acompanhada pelo canto de entrada que convida os fiéis para a unidade e alegria de participar da Santa Missa.

O pároco explicou que dependendo da missa, a procissão de entrada não é obrigatória: “Durante a semana, uma missa simples, a gente já pode estar em volta do altar, não precisa da procissão. É uma missa mais tranquila, mais familiar, mas nas missas solenes, dominicais, em uma missa paroquial, da comunidade, onde se reza por todo cristão, então é bom cuidar bem da procissão de entrada”.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno