Notícias

Salmos cantados: momento de silêncio e reflexão na missa

Parte integrante da Liturgia da Palavra, os Salmos também são Palavra de Deus.

DESTAQUE_VOCE_SABIA_2015_11_12_004Todos nós estamos acostumados a ouvir o Salmo durante as celebrações. Ele é parte integrante da Liturgia da Palavra e por isso, não pode ser retirado da missa. O Salmo é, também, Palavra de Deus. Este foi o tema do quadro Você Sabia?, exibido no Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 12. (Assista ao vídeo abaixo)

O diácono Aragonês Parreira explicou por que o Salmo é necessário entre as leituras: “Serve para a meditação das próprias leituras, tanto a que antecede, no caso a primeira leitura, como a segunda leitura”.

O Salmo Responsorial vem depois que a primeira leitura é feita. Durante a missa, o momento em que o Salmo é cantado favorece a reflexão. “A importância do Salmo está na própria meditação das leituras. Então, é um modo de rezar cantando aquilo que se refletiu nas leituras”, ressaltou o diácono.

Sobre como os cristãos devem vivenciar o momentos dos Salmos, o diácono disse que deve ser em silêncio. “De forma orante e silenciosa, tentando entender as palavras do Salmo e aplicar na sua própria vida”, completou.

Também é importante que os devotos levem a mensagem do Salmo para o dia a dia. “Os Salmos são experiências cotidianas do povo de Israel naquele período e, também se aplica a nós hoje. Então, ele diz muito a nós, tem salmos para todos os momentos da vida, sofrimento, alegria, tribulação. Então, os Salmos nos ajudam a rezar a nossa vida”, afirmou o diácono Aragonês.

Veja também:

DESTAQUE_VOCE_SABIA_2015_11_12_002Muita gente participou de missas em que o Salmo foi lido, o que não é errado. Mas, o diácono afirmou que o mais indicado é que ele seja cantado: “Desde a antiguidade, os Salmos foram feitos para serem cantados. Neste sentido, a Igreja orienta que pelo menos o refrão seja cantado”.

Os Salmos podem estar inseridos nas celebrações de todos os dias da semana. Assim como as leituras, eles já vêm definidos no Lecionário. “O Salmo está dentro do contexto das leituras. Inclusive, tem salmos que realmente são muito parecidos, são uma resposta àquela leitura que está sendo feita e, neste sentido, ajuda aprofundar na meditação, o sentido, a mensagem litúrgica que a Igreja quer passar naquele determinado dia”, concluiu o diácono.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store