Notícias

Pe. Pelágio: 54 anos do seu falecimento

Pe. Clovis de Jesus Bovo fala sobre a trajetória de vida desse sacerdote importante para história da Igreja Católica.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2015_11_23_001Nesta segunda-feira, 23 de novembro, a Igreja celebra os 54 anos de falecimento do Pe. Pelágio. Por isso, o Programa Pai Eterno exibiu um bate-papo especial com Pe. Clovis de Jesus Bovo sobre a história de vida deste sacerdote lembrado pelos católicos com tanto carinho até os dias de hoje. (Assista ao vídeo abaixo)

Talíta Carvalho: Pe. Clovis, quem foi Pe. Pelágio?

Pe. Clóvis de Jesus: Padre Pelágio foi um alemão, nasceu em Hausen am Thann, cresceu naquele clima religioso, passou pela primeira comunhão, confirmação. Disse ao seu pai que queria ir para o seminário. O pai disse que arrumasse e fosse. O dinheiro não dava, houve benfeitores, e ele conseguiu atravessar sete anos de seminário na Alemanha. Aí, noviço, depois estudante, teólogo, filósofo e, assim por diante. Tornou-se padre e logo veio para o Brasil e aqui viveu 52 anos sem nunca voltar para a pátria.

Talíta Carvalho: Padre, a gente sabe que Pe. Pelágio teve uma história muito bonita de fé e devoção também. Teria alguma história marcante que o senhor lembra e poderia contar?

Pe. Clóvis de Jesus: Eu tenho meu arquivo e lá são 500 páginas só de depoimentos. Tem muitas coisas interessantes e bonitas. Foi visto lá, um homem que entrou carregado na Igreja para a bênção do Pe. Pelágio, como era de costume todos os dias. Ele entrou carregado, paralítico e saiu andando, mas não há documento nenhum, mas ele saiu andando tranquilamente, e assim casos e mais casos.

Talíta Carvalho: As pessoas confiavam muito nele não é mesmo? Tinham muita fé no Padre Pelágio?

Pe. Clóvis de Jesus: Isso. Só que ele era muito humilde e dizia que não era ele que curava e sim, Santa Terezinha, que ajudava. Ele era devoto de Santa Terezinha e passava para ela tudo que acontecia.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2015_11_23_003Talíta Carvalho: Analisando de forma geral a vida do Pe. Pelágio, qual o maior ensinamento que ele deixou?

Pe. Clóvis de Jesus: Ele era um padre simples, humilde, que trabalhava dia e noite, não pensava em outra coisa. Nada de vaidade, e o luxo passava longe dele.

Talíta Carvalho: A gente sabe que o Papa Francisco proclamou o Pe. Pelágio como venerável. Como é o caminho para santificação?

Pe. Clóvis de Jesus: Não é o Papa que inventa de canonizar alguém, a coisa começa onde ele viveu, onde ele morreu. É preciso que o povo seja consultado pelo arcebispo lá: ‘Vocês querem canonizar o Pe. Pelágio? Sim, queremos!’. É essa aclamação geral que deve haver. Então, ele manda para Roma esse pedido e começa todo o processo. De servo ele passou para venerável, e, agora, esperamos o título de venerável, e agora, esperamos o título de beato, e, depois o de santo.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.


Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store