Catequese

Papa em visita surpresa a jovens em Greccio: “levem uma vida humilde”

Em sua visita surpresa na tarde de segunda-feira (4/1) a Greccio, localizada na […]

AP3241062_ArticoloEm sua visita surpresa na tarde de segunda-feira (4/1) a Greccio, localizada na região italiana do Lácio (província de Rieti), o Papa Francisco se encontrou com os jovens que participavam do “Encontro Greccio 2016”. Ao grupo, ele ressaltou a importância de dois grandes sinais de Deus na vida dos cristãos para uma vida de humildade.

“Quando na nossa vida não encontramos qualquer estrela especial que nos chama a fazer algo a mais, algo bom, a conduzir um caminho, também a tomar uma decisão, significa que algo está errado. E devo pedir a graça Deus para descobrir a estrela que Ele gostaria que eu visse, porque aquela estrela me conduzirá a Jesus”, disse.

Estrela de Belém

Tendo como base as celebrações natalinas, o Papa lembrou da narração do Evangelho sobre a Estrela de Belém, que guiou os Três Reis Magos até a manjedoura.

“No Evangelho, quando se fala do nascimento de Jesus, há dois desses sinais que me levam a refletir. Também gostaria que pensassem nisso. O primeiro sinal, que não é o primeiro cronologicamente, mas o segundo, é daquela Estrela dos Reis Magos: ‘Vimos a sua Estrela, e nós viemos’. Mas o céu é repleto de estrelas ou não? É repleto! Mas eles viram uma especial, uma estrela que os fizeram a deixar tanta coisa e a iniciar um caminho que não sabiam ao certo por onde’, ressaltou o papa.

Além disso, o Papa Francisco recordou da pequenez de Deus, na presença de Cristo na manjedoura, como outro sinal para guiar a vida dos cristãos. “A pequenez de Deus: Deus se rebaixou, humilhou-se para ser um de nós, para caminhar a nossa frente”, falou.

Uma vida de humildade

O Papa também ressaltou sobre a mansidão de Deus presente no Menino Jesus. “Esta mansidão de uma criança é outro sinal: a minha vida, é uma vida de mansidão, humilde, que não tem o nariz empinado, que não é orgulhosa? Os dois sinais que nos faltam na vida: descobrir a Estrela que Deus quer para mim, e que me guiará ao outro”, afirmou.

Segundo Francisco, os Reis Magos foram sábios ao deixarem-se guiar pela Estrela.

“Espero que a vida de vocês seja acompanhada sempre com esses dois sinais, que são um dom de Deus: que não falte a vocês a Estrela e a humildade de redescobrir o Menino Jesus, nos pobres, nos humildes, naqueles que são rejeitados na sociedade e também na sua própria vida. Eu vos desejo isso. Não poderia dizer outra coisa”, finalizou o Papa, abençoando os jovens e rezando com eles a oração da Ave Maria.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store