Devoção

Pequenas devotas do Pai Eterno

Elas provam que para viver a fé não tem idade e que a vida cristã deve ser iniciada na infância.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2016_01_12_004O quadro “Em Nome da Vida” exibido nesta semana mostra que para viver a fé não tem idade e que a vida cristã deve ser incentivada inclusive entre as crianças, nos primeiros anos de vida. No Programa Pai Eterno desta terça-feira, 12, o exemplo de duas crianças: Maria Eduarda Santas Magno, 11 anos; e Gabriela de Paula Peixoto, 7 anos. Devotas e cheias de fé, elas valorizam e praticam os ensinamentos da igreja. (Assista ao vídeo abaixo)

“O Divino Pai Eterno é minha força, minha paz, é para Ele que rezo, peço as bênçãos que eu preciso. Sou muito feliz com o Divino Pai Eterno na minha vida”, afirmou Maria Eduarda. A pequena Gabriela contou quem ensinou a devoção ao Pai Eterno: “Foi meu pai, minha mãe e, principalmente, a minha avó”.

Participante do Terço das Crianças, Maria Eduarda relata o quanto gosta de rezar: “Eu participei do Terço das Crianças e foi uma experiência muito boa, porque é uma maneira descontraída de rezar o terço”. Já a Gabriela contou o que está aprendendo por agora. “Eu faço pré-catequese e aprendo sobre Jesus”, disse.

Desde bem pequenas, as duas frequentam as celebrações da Igreja. “Eu frequento desde criança quando eu morava em Goiânia, a minha mãe sempre me levava na igreja. Eu participava muito. É uma coisa importante, ela me estimulou a participar da igreja desde criança”, contou Maria Eduarda. Gabriela completou: “Vou à missa todos os domingos. Quando eu estou lá no altar ajudando eu sinto muita emoção e muita alegria”.

Veja também:

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2016_01_12_002Sobre a história bíblica que mais gostam, as meninas contam: “Gosto muito da Quaresma. Os 40 dias que Jesus ficou no deserto. Foi a primeira oração que eu li quando eu fiz a catequese. Eu sou muito feliz fazendo as minhas orações. Deus é muito importante na minha vida”, disse Maria Eduarda. “A História da Bíblia que eu mais gosto é quando Jesus nasceu. Eu tenho dois tercinhos na cabeceira da minha cama e tenho uma Bíblia que já terminei de ler. Eu rezo todas as manhãs e todas as noites. Agradeço por Ele me dar saúde e sabedoria!”, ressaltou Gabriela.

Maria Eduarda aproveitou para dar um conselho: “A gente tem que participar da Igreja. Temos que começar desde cedo a ir para a igreja. Os pais têm que incentivar, mas se o seu pai não te incentiva vem para a igreja, vem para a igreja. Arruma alguém que te leve e venha para conversar com Deus. Eu não imagino minha vida sem o Divino Pai Eterno, porque Ele reserva um caminho para você e se você não está com o Divino Pai Eterno, seu caminho desanda. Tem que aprender com o Divino Pai Eterno, se não a vida vai te ensinar, e é muito pior”.

“Na igreja a gente fica bem pertinho do Divino Pai Eterno. Ele sempre me guia pelo melhor caminho”, concluiu Gabriela.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store