Catequese

A Palavra de Deus na Quaresma

Pe. Rafael de Oliveira fala sobre a diferença das celebrações do tempo quaresmal.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2016_02_15_002Na Quaresma, a Palavra de Deus e toda Liturgia convida os cristão as refletirem sobre os passos de Jesus entre nós. No Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 15, o pároco da Paróquia Nossa Senhora das Dores, em Goiânia (GO), Pe. Rafael Oliveira, falou sobre as celebrações do tempo quaresmal. (Assista ao vídeo abaixo)

Talitta Di Martino: No decorrer do ano temos vários tempos litúrgicos. Qual a diferença das celebrações na Quaresma para os outros tempos que vivenciamos no decorrer do ano?

Pe. Rafael Oliveira: O Tempo Comum, que é o tempo em que a Igreja reflete a vida pública de Jesus, ou seja, aquilo que Jesus fez, os milagres, os ensinamentos, as curas. É o tempo das coisas normais, ordinárias de Jesus. Já a Quaresma, vem de 40, e nós temos alguns significados na Bíblia sobre isso. Um grande significado, que é o mais importante para nós, cristão católicos, é aquilo que acontece com Jesus logo após o seu Batismo. Depois de ser batizado, Ele vai para o deserto, fica 40 dias meditando, rezando, antes de começar a sua vida mesmo, sua vida pública de ensinamentos e pregação, sua missão. Então, podemos dizer que durante o Tempo da Quaresma, a Igreja coloca algumas passagens, leituras, para que nós também possamos nos aproximar de Jesus, que ficou este tempo no deserto. Podemos dizer também que este tempo de deserto é também de conversão, de mudança de vida, reflexão, transformação para nossa vida e as leituras, tanto a Primeira Leitura, a Segunda Leitura, o Salmo, o Evangelho, vai refletir esse caráter para que nós possamos nos aproximar de Deus através da conversão deste tempo quaresmal.

Talitta Di Martino: Além das leituras, o que muda dentro da Liturgia das celebrações?

Pe. Rafael Oliveira: A Igreja também coloca para nós algumas práticas quaresmais. O jejum, nós sabemos que podemos e devemos fazê-lo para nos aproximarmos de Deus, para controlar mais os nossos instintos naturais diante, por exemplo, de uma alimentação. Outra coisa que a Igreja nos pede é a oração, que é o nosso relacionamento com Deus. Como dizia Santo Isidoro: “Quando nós rezamos, Deus escuta. Quando nós abrimos a Bíblia, Deus fala e nós devemos escutá-lo”. Depois nós temos a esmola, ou a caridade, que é algo também importante para nós, ou seja, é o relacionamento com o próximo, aquilo que eu tenho e ofereço ao próximo, mas nós, cristãos, não podemos fazer isso somente por fazer, nós temos que colocar objetivo. Então, se nós vamos fazer, neste Tempo de Quaresma, jejum e caridade, eu tenho que colocar objetivo na minha vida. Por que fazer um jejum? Para que eu possa sair de uma situação de pecado, para que eu possa melhorar. Se não for assim, não vale a pena.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2016_02_15_001

Talitta Di Martino: Padre, o senhor poderia fazer um convite ao pessoal para que possam viver de fato a Quaresma, se preparar para a Páscoa de Jesus Cristo que se aproxima?

Pe. Rafael Oliveira: Quero convidar você, amado irmão e irmã, que nos acompanha para viver este momento da Quaresma, esse momento em que a Igreja propõe para você, para nós, vivermos momentos importantíssimos na vida de Jesus. Na verdade, viver esses momentos é fazer um memorial, o que não é apenas lembrar daquilo, eu queria que você, devoto, fosse mesmo e participasse em toda devoção, com toda penitência, com o seu coração para que você possa chegar ao Domingo de Páscoa e ressuscitar com Jesus. E que essa Quaresma, que essa Semana Santa, essa Páscoa, possa transformar sua vida, a minha e a de todos nós.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno