Evangelização

Papa: santos e mártires levam a Igreja para a frente

Quinta-feira, 7 de abril – na Missa em Santa Marta o Papa Francisco […]

OSSROM103344_ArticoloQuinta-feira, 7 de abril – na Missa em Santa Marta o Papa Francisco afirmou que são os santos da vida quotidiana e os mártires de hoje que levam em frente a Igreja com a sua coerência e corajoso testemunho de Jesus Ressuscitado, graças às obras do Espírito Santo.

A primeira leitura retirada dos Atos dos Apóstolos fala da coragem de Pedro que depois da cura do aleijado anunciou a Ressurreição de Jesus perante os chefes do Sinédrio. Estes zangam-se e querem levá-lo à morte. Tinha sido proibido pregar em nome de Jesus, mas ele continua a proclamar o Evangelho.

“A coerência entre a vida e aquilo que vimos e ouvimos é precisamente o início do testemunho” – disse o Santo Padre recordando que “sem o Espírito Santo não há testemunho cristão. Porque o testemunho cristão, a vida cristã é uma graça, é uma graça que o Senhor nos dá com o Espírito Santo.”

E nos nossos dias o testemunho pode levar ao martírio: “É o testemunho dos nossos mártires de hoje” – declarou o Papa Francisco – “expulsos da sua terra, deslocados, degolados, perseguidos: têm a coragem de confessar Jesus até ao momento da morte”.

Os mártires e os santos da vida quotidiana dão testemunho cristão, porque tomam a vida “a sério” – observou Francisco frisando as frases que os impelem a dar testemunho: “não posso fazer mal ao outro, eu não posso enganar, eu não posso viver uma vida pela metade”.

“São os santos de todos os dias” – disse o Papa na conclusão da sua homilia – “o sangue vivo da Igreja; estes são aqueles levam a Igreja em frente, as testemunhas…”.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store