Devoção

Um exemplo de mãe que criou os filhos nos caminhos da Igreja

A aposentada Valdivina Roldão é católica de berço e fez questão de repassar a devoção para suas gerações.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2016_05_05_003Domingo, dia 8 de maio, é o Dia das Mães. Por isso, o quadro “Em Nome da Vida”, exibido no Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 5, mostrou uma família que tem na matriarca o maior exemplo de fé, devoção e amor ao Pai Eterno. A aposentada Valdivina Peixoto Roldão é católica de berço e criou os filhos e os netos também nos caminhos da Igreja. (Assista ao vídeo abaixo)

Para Valdivina a mãe é fundamental na formação religiosa dos filhos. “O papel da mãe é, acima de tudo, estar presente na vida dos filhos”, afirmou. Ela é uma fiel devota do Divino Pai Eterno. “Tive a felicidade de nascer em um berço católico. Morávamos em Nova Veneza com os meus avós, minha mãe e pai. Deles eu herdei essa devoção ao Divino Pai Eterno. A minha vozinha tinha o cuidado de pegar em minhas mãos e da minha irmã e todos os dias ir para a Paróquia Nossa Senhora do Carmo, padroeira de Nova Veneza. Eu cresci rezando o Terço, cantando a ladainha com a minha vozinha e depois eu já comecei a rezar sozinha. Então, naquela devoção a Nossa Senhora e ao Divino Pai Eterno por causa do meu pai e minha mãe, eu cresci tendo um cuidado, carinho muito especial pela Igreja”.

A aposentada tem três filhos e oito netos. A família é bem unida. Todos a têm como referência. Educar e mostrar o bom caminho aos filhos é uma missão confiada pelo próprio Pai Eterno a todos os pais e mães. É no colo da mãe que a criança aprende os bons valores a serem levados pelo resto da vida. Jesus nos dá o maior exemplo, mesmo sendo Deus, Ele também teve uma mãe humana, a amou e a respeitou, como nos mostra algumas passagens do Evangelho.

Veja também:

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2016_05_05_002Valdivina contou que sempre pautou a própria maternidade nos ensinamentos cristãos. “A família é e precisa ser uma pequena Igreja doméstica, pois é dentro de casa que se reúne a família, assim como a Igreja reúne os fieis. Neste momento, partilhamos todas as alegrias, tristezas, agradecemos a Deus e é um momento que a presença de Cristo está conosco, considero isso como uma verdadeira eucaristia”.

Ser mãe é ter a responsabilidade de ser exemplo. Os frutos vêm com o tempo. Uma das filhas de Valdivina, a farmacêutica Elis Regina de Leles afirma que a mãe é esteio da família. “Tudo que aprendi com a minha mãe eu tento passar para os meus filhos. Valores morais e espirituais, pois para mim foi muito importante na minha vida”, disse.

Já o filho, o bancário Adriano Roldão de Leles, disse que a mãe foi persistente em sua criação religiosa e das suas irmãs, e os resultados são positivos: “A persistência dela em fazer com que a gente fosse à igreja aos domingos, frequentasse as missas, fizesse Eucaristia, fez com que fossemos batizados muito novos, que nossos filhos fossem batizados bem pequenos também, e a importância do Batismo para os nosso filhos. Tudo isso fez com que a gente crescesse firme na fé”.

Isa Régia Roldão de Leles, odontóloga, é a outra filha e para ela, a mãe é um exemplo da Virgem Maria. “Através disso, eu tento usar referência na educação das minhas filhas com esses exemplos. Essa paciência heroica, doçura angelical, essa fé viva, oração contínua, sabedoria de vida, que vêm dela são reflexos de vida para nós”, concluiu.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store