Símbolo de amor e solidariedade

Obras Sociais Redentoristas participam de celebrações da tradicional “Oferta de Flores”, para celebrar o mês de Maria.

NOTICIA_2_2016_05_002Maio é um mês muito especial para a Igreja Católica, pois é comemorado o mês de Maria, ou Mês Mariano. Nesta época do ano, muitas ações são realizadas, em referência a Nossa Senhora e uma delas é a oferta das flores, uma antiga tradição da igreja, em que se oferecem flores a Nossa Senhora como sinal de amor e agradecimento.

E, para celebrar este período, as Obras Sociais Redentoristas participam de um cronograma especial em Trindade (GO), juntamente com a Paróquia Divino Pai Eterno, escolas e faculdades do município. A programação conta com a missa, em ação de graças pelo Mês Mariano e com a participação de alunos e professores.

Neste período, várias celebrações são realizadas, tanto na Igreja Matriz, quanto nas capelas próximas às unidades de ensino, e dedicadas a Maria e, ao invés de depositarem flores aos pés da imagem da Virgem, a oferta é feita com alimentos. Em 2016, as Obras Sociais Redentoristas foram escolhidas para serem as beneficiadas.

“Em dado momento da celebração, os próprios alunos entram com a oferta simbólica dos alimentos e o depositam no presbitério, diante do altar do Senhor. Posteriormente, todo o montante arrecadado segue para os Centros Sociais Redentoristas, que os preparam para as refeições servidas aos atendidos, e ao final da celebração os alunos, professores e colaboradores coroarão Nossa Senhora com flores”, explicou o diretor das Obras Sociais Redentoristas de Goiás, padre Reinaldo Martins.

Segundo ele, com o trabalho que é realizado nas obras sociais, que têm o apoio da Afipe, os atendidos são, desde cedo, convidados à vivência de uma fé com obras, que se materializam no bem ao próximo. E ações como essas levam cada fiel à vivência prática do amor e da misericórdia divina. “Nessas celebrações, destacamos a importância dos gestos concretos, em paralelo à nossa fé cristã”, completa o Missionário Redentorista.

NOTICIA_2_2016_05_001Um pouco de história

Segundo o diretor das Obras Sociais Redentoristas, Pe. Reinaldo Martins, o mês de maio foi escolhido como mês mariano, por ser o período do ano em que a natureza resplandece e as flores se destacam em especial no hemisfério norte, onde esta tradição nasceu.

Isso faz recordar à antiga prática de oferecer flores a Nossa Senhora, de onde surgiu o termo “rosário”, para a oração do Santo Terço. “Que flor maior que aquela escolhida para ser a Mãe do Filho de Deus? Por isso, o mês de maio, mês das flores, é dedicado à Virgem Maria”, explica Pe. Reinaldo.

O padre aproveita para lembrar que esta dedicação é muito diferente de adoração: “É importante lembrarmos que Nossa Senhora não é adorada e, tampouco, colocada no lugar de Deus. A Igreja nos ensina a admirá-la, a venerá-la. Somos exortados a ver nela o exemplo fiel do seguimento obediente do Pai Eterno”, explicou.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store