Devoção

Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo

Pe. Paulo César Nunes fala sobre o significado e importância da solenidade para os cristãos católicos.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2016_05_16_009No próximo domingo, 22, a Igreja celebra a Solenidade da Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo, três pessoas e um só Deus. Nesta segunda-feira, 16, o Programa Pai Eterno exibiu entrevista especial sobre o assunto com o Missionário Redentorista Pe. Paulo César Nunes, vice provincial da Província Redentorista da Goiás. (Assista ao vídeo abaixo)

Talitta Di Martino: Todas as orações e missas nós iniciamos invocando a Santíssima Trindade. Por que isso, padre?

Pe. Paulo César: O nosso Deus é a Santíssima Trindade. Isso faz uma diferença muito grande para nós, e é isso que nós, cristãos, de um modo geral, precisamos compreender: que o nosso Deus não é um Deus qualquer no meio de tantos outros deuses. Devemos respeitar, mas acima de tudo, compreender a particularidade, a singularidade e aquilo que é o essencial de nossa fé.

Talitta Di Martino: Participando da missa, como cristãos, sempre ouvimos o padre dizer “O Mistério da Santíssima Trindade”. Por que mistério, padre?

Pe. Paulo César: Há duas dimensões que nós precisamos considerar como mistério. A primeira é porque Deus na sua grandeza, na sua completude,  jamais poderá ser compreendido na sua totalidade com a razão humana. Há uma segunda dimensão do mistério, que é a dimensão da fé. Para nós, cristãos, acreditamos que existe um Pai, um Filho e um Espírito Santo, mas a grandeza e ao mesmo tempo a relação dessas três pessoas se constitui como Mistério, porque não existe um Deus que veio primeiro, ou uma pessoa que veio primeiro. Não veio primeiro o Pai, nem o Filho, nem o Espírito Santo.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2016_05_16_001Talitta Di Martino: Qual é a diferença entre essas três pessoas da Santíssima Trindade?

Pe. Paulo César: Como que Deus pode descer do céu e se tornar carne no meio de nós? Qual a relação entre este Pai e o Filho? Isto só pode ser feito por uma força muito grande e que seja santa. Por isso, a palavra “espírito”, vem de sopro, força, vento, de uma tradição mais livre, mas acima de tudo o que importa é a palavra “santo”, isto é, sadio, o relacionamento entre o Pai e o Filho é uma relação sadia, por isso, Espírito Santo.

Talitta Di Martino: Qual vivência a Igreja nos convida a viver dentro da Igreja com esse dogma da Santíssima Trindade?

Pe. Paulo César: Nosso Deus não é único, no sentido de uma única pessoa solitária, mas é, acima de tudo, um Deus que é comunidade. É um Deus que forma de um modo, como uma parábola, é um Deus que é família, este Deus que a comunidade quer que nós vivamos como comunidade. Por isso, nós temos que voltar à leitura feita lá no Gênesis, que Deus criou tudo, a Santíssima Trindade, que ao criar tudo, quer que nós sejamos a imagem e semelhança desse Deus, ou seja, que nós sejamos comunidade.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store