Evangelização

Arquidiocese de Goiânia tem novo bispo auxiliar

Dom Moacir Arantes fala sobre suas expectativas e compromisso com a nova função.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2016_09_12_002O Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 12, exibiu entrevista com o novo bispo auxiliar da Arquidiocese de Goiânia, em Goiás, Dom Moacir Arantes. Ele falou sobre suas expectativas e compromisso com a nova função. (Assista ao vídeo abaixo)

Douglas Branquinho: Conte-nos um pouquinho da trajetória do senhor.

Dom Moacir: Entrei para o seminário em 1992, e com 22 anos de idade fiz o curso de Filosofia, Teologia e, depois de ordenado, eu fui desempenhando diante da solicitação do meu bispo os ofícios que a Igreja me pedia. Fui reitor de seminário, trabalhei com a Pastoral da Juventude um tempo, Pastoral Vocacional e 14 anos na Pastoral Familiar. Nos últimos anos, além do meu trabalho nas paróquias por onde eu passei, acompanhei a pastoral familiar em Minas, Espírito Santo. No ano passado eu estava em Brasília, na CNBB, como assessor nacional.

Douglas Branquinho: Agora, o senhor recebe a missão nacional de se juntar a Dom Washington e Dom Levi como bispo auxiliar. Como o senhor recebeu essa incumbência?

Dom Moacir: Eu recebi essa notícia com uma grande surpresa por ser feito bispo. O episcopado para nós, ele é a plenitude do sacerdócio. Então, eu tinha o segundo grau da ordem, que é o presbiterado e fui chamado a viver em plenitude a minha vocação e o caminho do serviço a Deus. A Igreja me deu isso, e para mim foi uma surpresa muito grande. Segundo sentimento: a gratidão. Gratidão por Deus olhar para nós, pois Deus fala pela Igreja. Olhar para nós, e achar que nós podemos ter algo a oferecer. E, depois, um sentimento de alegria, pois enquanto sacerdote eu fiz algum bem, pude ajudar algumas pessoas. E, com o ministério episcopal, com plenitude sacerdotal, mais bem eu poderei fazer.

Douglas Branquinho: O senhor conhecia a devoção a Deus Pai aqui no coração do Brasil?

Dom Moacir: Lá em casa, minha mãe assiste o Pai Eterno todos os dias, todo mundo assiste. Quando eu fui designado para cá, a primeira coisa que uma senhora na minha ex-paróquia falou foi que eu iria para a terra do Pai Eterno. Então, eu já conhecia e conhecia também de ouvir falar da devoção do povo goiano. É uma devoção com tradições católicas, populares. Isso fala muito ao meu coração, pois sou de uma região de Minas Gerais de muita devoção.

Douglas Branquinho: Qual o lema o senhor escolheu e por quê?

Dom Moacir: O meu lema é “Com simplicidade de coração”, aonde São Paulo fala da forma como devemos agir no serviço de Deus e também nos serviços que me são confiados. Isso me acha atenção, pois para minha obediência foi algo muito forte. Eu aprendi do bispo que me ordenou que quem não obedece, não erra. É justamente a obediência de Jesus ao Pai que torna possível uma realização tão perfeita da obra da redenção. É o que quero, busco e acredito realmente. Então, tomei isso como propósito na minha vida. Tudo que eu tiver que fazer, farei com simplicidade de coração.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store