Congresso de Prevenção às Drogas reúne profissionais em Trindade

Momentos de palestras e debates marcaram a programação do evento redentorista.

DESTAQUE_ESPECIAL_2016_09_27_005Mais uma edição do Congresso Redentorista de Prevenção às Drogas aconteceu entre os dias 22 e 24 de setembro. Com o tema “A importância da reinserção social”, o momento reuniu vários seguimentos da sociedade no Centro Social Pai Eterno (Cespe), em Trindade (GO). O Programa Pai Eterno desta terça-feira, 27, mostrou como foram os momentos de palestras e debates. (Assista ao vídeo abaixo)

“O congresso vem para suprir essa necessidade social de conhecimento teórico sobre a causa que é a drogadição. Muitas vezes nós temos boa vontade, mas não temos o conhecimento teórico. Então, esse congresso vem preencher essa lacuna que existe em nossa sociedade”, explicou Pe. Reinaldo Martins, diretor das Obras Sociais Redentoristas.

O lema do Congresso faz referência à Palavra de Deus, à parábola do filho pródigo. ”Já não mereço ser chamado teu filho”. Uma maneira de aproximar o assunto da vida cristã em comunhão com Deus e com a família. “É um momento onde nós, como sociedade, igreja e família, estamos nos capacitando e preparando para acolher esses jovens. Não o questionando ou colocando estigmas e não vencendo os preconceitos, mas acolhendo-o com muita alegria”, pontuou Pe. Reinaldo.

Psicólogos, assistentes sociais, educadores, representantes de casas de recuperação para dependentes químicos e a comunidade em geral, participaram dos três dias de congresso. O coordenador interno da Comunidade Terapêutica de Rubiataba (GO), Eneilson de Lima Silva, afirmou que voltará mais capacitado para lidar com os dependentes. “A gente aprende muito. É muito bom ouvir pessoas qualificadas fazendo palestras como essas que ouvimos aqui”, disse.

Veja também:

DESTAQUE_ESPECIAL_2016_09_27_001A Polícia Civil (PC) foi uma das parceiras do congresso que montou um estande para esclarecimentos no hall de entrada do auditório. “É uma maleta didática de explicação. Mostramos que usar qualquer coisa com o símbolo de maconha é uma apologia às drogas. E isso também é crime”, afirmou a escrivã Coraci Nunes de Jesus.

Recebendo os participantes do Congresso, estava a Juventude Redentoristas que também entrou no projeto. Além de algumas apresentações musicais, várias palestras, oficinas e rodas de conversa, referentes ao tratamento e prevenção à dependência química.

O momento foi para discutir a dependência química e os vários aspectos desencadeados por ela. Os sociais, os pessoais e os familiais. Este ano, o congresso teve uma novidade: a presença de participação de palestrantes de outros estados brasileiros. Gente que veio compartilhar um pouco do que sabe sobre prevenção e combate às drogas.

“Foram iniciativas, um primeiro passo para que nas próximas edições possamos dar passos ainda maiores para que você de todo o Brasil possa vir participar conosco adquirir um conhecimento maior para poder aplicar na sua prática e dia a dia”, ressaltou Pe. Reinaldo Martins.

Joseana de Souza é psicóloga e veio de Balneário Camboriú (SC) e falou sobre a Síndrome Fetal do Álcool que atinge filhos de mulheres que ingeriram bebida alcoólica durante a gestação. “Um assunto bem importante que precisamos discutir. Está relacionado ao uso de álcool pelas mulheres. É importante discutir sobre os efeitos disso”, comentou.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store