Devoção

Santuário de Trindade celebra 10 anos de instalação do título de Basílica

Em novembro de 2006, a Casa do Pai foi reconhecida como a única Sacrossanta Basílica do mundo dedicada ao Pai Eterno.

CAPA_NEWSLETTER_2016_10_19Há dez anos, o Santuário do Divino Pai Eterno, em Trindade (GO), recebia o título de Sacrossanta Basílica. No dia 18 de novembro de 2006, centenas de romeiros, trindadenses e autoridades eclesiais estiveram presentes na celebração solene e testemunharam o reconhecimento do Vaticano à devoção e evangelização realizada pela igreja e disseminada no mundo todo.

Dom Washington Cruz, arcebispo metropolitano de Goiânia, enviou um pedido à Congregação do Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos para que o até então Santuário do Divino Pai Eterno fosse elevado à categoria de Basílica Menor. O título foi concedido no ano que marcou o Jubileu de 50 anos da Arquidiocese de Goiânia, em Goiás. A igreja é a única Basílica no mundo dedicada ao Divino Pai Eterno. Foi na celebração de instalação que dois símbolos importantes foram abençoados: o tintinábulo e a umbela. Os dois ficam expostos no Santuário indicando que a Casa Santa tem o reconhecimento do Vaticano.

O título ampliou ainda mais a devoção que nasceu na região do córrego Barro Preto, hoje Trindade. “A Santa Sé passou a acompanhar de perto essa devoção, esse acompanhamento pastoral legitima o trabalho que fazemos. Dá a sensação para os Redentoristas e para a Arquidiocese de Goiânia que a gente está indo no caminho certo de anunciar a Boa Nova do Pai Eterno naquele Santuário”, comentou o Missionário Redentorista Ir. Diego Joaquim.

Já são dez anos desde o dia que o Santuário do Pai Eterno passou a se chamar Basílica Menor do Divino Pai Eterno. Uma devoção que hoje é cada vez mais forte e conhecida. Uma experiência de fé que entrou para a história daqueles que amam e servem o Pai. “Para mim, enquanto Missionário Redentorista, que anuncia o amor do Pai, foi um momento muito especial que, com certeza, eu vou poder contar para as gerações de Missionários Redentoristas que ainda virão”, completou Pe. Reinaldo Martins, diretor das Obras Sociais Redentoristas.

História

No centenário da Romaria de Trindade, em 1943, o arcebispo de Goiás, na época Dom Emanuel Gomes de Oliveira, lançou a Pedra Fundamental do atual Santuário Basílica. Em 1955, apesar de todos os esforços, a obra ainda não havia saído dos alicerces. Já em 1957, com a criação e instalação da Arquidiocese de Goiânia, Dom Fernando Gomes dos Santos apresentou um projeto para a construção. Assim, a partir de 1974, as Novenas e a Festa do Divino Pai Eterno já eram realizadas no local. Em 1994, com ajuda dos romeiros e devotos, o templo foi totalmente reformado, se tornando ainda mais digno de ser chamado de “Santuário do Divino Pai Eterno”.

Santuário Basílica do Divino Pai Eterno

Em 2003, o Missionário Redentorista Pe. Robson de Oliveira se tornou reitor do Santuário Basílica. Em maio de 2004, o religioso, que é o atual Superior Provincial dos Redentoristas de Goiás, fundou a Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe) com o objetivo de difundir a devoção ao Pai Eterno pelos meios de comunicação.

Desde então, católicos de diversas cidades do Brasil e do exterior acompanham a Novena dos Filhos do Pai Eterno, a Novena de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e o Santo Terço dos Filhos do Pai Eterno, bem como as missas transmitidas diretamente do Santuário Basílica de Trindade, pela RedeVida de Televisão, para todo o País.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store