Catequese

É tempo de refletir o passado e planejar o futuro

Psicólogo Cláudio Rogério fala sobre a melhor maneira de avaliar o que passou e as expectativas para o próximo ano.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2016_12_05_001Estamos no último mês de 2016, neste período, geralmente, começamos a repensar tudo o que passou e a planejar o próximo ano. No Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 5, a repórter Talíta Carvalho bateu um papo especial com o psicólogo Cláudio Rogério sobre a melhor maneira de avaliar o que passou e as expectativas para o que vem por aí. (Assista ao vídeo abaixo)

Talíta Carvalho: É importante fazer essa pausa e essa reflexão antes de planejar o ano seguinte?

Cláudio Rogério: Esse momento é muito propício. Até mesmo porque é o final de um ciclo e sempre paramos para repensar. O parar é sempre necessário, pois se vou começar um novo ciclo, é preciso saber onde começar. Então, parar é fundamental, importante. Quando eu paro, faço justamente a reflexão e consigo avaliar o meu desempenho, as minhas conquistas, aquilo que anteriormente eu me propus a fazer.

Talíta Carvalho: Existe uma receita para o ano que vai começar? Alguma forma de fazer um planejamento espiritual?

Cláudio Rogério: Nesse momento, colocamos o seguinte: é uma avalanche de desejos. Vai começar um novo ciclo e logo pensamos em querer muitas coisas. Uma coisa é interessante. Pense em poucas coisas, e reduza as expectativas, seja específico. Tomar uma decisão é importante, mas manter a decisão é o mais difícil, porque se eu não mantiver essa decisão tomada, chega ao fim do ano, eu vou me frustrar, pois eu posso não conseguir alcançar o que me propus a fazer.

Talíta Carvalho: Esse planejamento pode ser feito em outras épocas do ano?

Cláudio Rogério: É interessante que você faça um “replanejar”. Então, se fiz o planejamento no começo do ano, no meio do ano eu posso repensar e avaliar se aquela proposta que fiz está se mantendo, pois os nossos focos podem ir se alterando ao longo do processo. Até mesma a demanda do desejo. Às vezes eu queria tal coisa, e no desenrolar disso tudo, o desejo muda, as circunstâncias mudam, ou até mesmo, eu mudo. Então, quando todo decisão não como emoção, ou o sentimento que podem oscilar. A tomada de decisão, não. Eu tomo decisão e ponto. Agora, aliado a fé, isso cria uma enorme proporção. Torna-se muito mais possível você alcançar aquilo que você se propôs a fazer.

DESTAQUE_ENTREVISTA_2016_12_05_002

Talíta Carvalho: Como devemos agir se chegar ao final do ano e eu não tiver alcançado o planejamento das minhas metas?

Cláudio Rogério: A frustração de quem não conseguiu não pode ser um fator que tire de você a esperança, que desmotive. A frustração diz que alguma falha aconteceu no processo. Devo rever todo o processo e tentar encontrar as falhas. Por que quando eu encontro essas falhas fica mais fácil de alcançar êxodo e sucesso.

Talíta Carvalho: É interessante incentivar outras pessoas a fazerem esse planejamento, não é mesmo?

Cláudio Rogério: Se a gente compartilha o que é bom, a gente vai se comprometer com uma coisa. E aquilo que será bom para mim, será bom para você. Eu acho que essa corrente do bem caminha nesse processo de criar expectativa, caminhar em cima disso, porque uma coisa é certa: a vida é tomada de propósitos. Se eu não tenho propósitos para o meu futuro, a vida se torna sem graça, sem sentido. Essas listas, projetos, metas tem essa intencionalidade de gerar propósito na vida, eu trabalho em prol de tal coisa, para conquistar tal coisa. Isso é motivacional.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store