Obras Sociais Redentoristas inovam em 2017

O trabalho social terá algumas novidades oferecidas para a comunidade carente de Trindade (GO).

NOTICIA_2_2016_12_003Ao longo de todo o ano, as Obras Sociais Redentoristas fazem um trabalho social que atende diversas comunidades carentes de Trindade (GO) e Goiânia (GO). Atualmente, cerca de 1300 pessoas recebem assistência social, por meio desse trabalho missionário, realizado pelos Missionários Redentoristas da Província de Goiás. Este ano, uma das novidades é que nas férias de dezembro e janeiro, os centros sociais estão de portas abertas para a comunidade.

A ideia faz semelhança ao que já acontece com sucesso no mês de julho, quando os jovens e adultos participam do projeto Férias em Ação. No entanto, desta vez, a programação será voltada para as crianças de até 12 anos, com atividades lúdico-pedagógicas.

“Estaremos com nossos centros abertos para acolher, alimentar e cuidar das pessoas”, disse o diretor das Obras Sociais Redentoristas, Pe. Reinaldo Martins. E pontuou ainda: “Nosso trabalho procura amenizar as dores e sofrimentos de milhares de pessoas que padecem no dia a dia por falta de estrutura familiar e de auxílio do poder público, por meio da assistência social. Buscamos promover, de forma integral, a dignidade da pessoa humana, como nos pede com bastante ênfase o nosso querido Papa Francisco”.

NOTICIA_2_2016_12_005Também para o ano de 2017, haverá o lançamento de novas modalidades de esportes nos centros sociais. Além do judô, natação, futsal e hidroginástica, serão oferecidos o vôlei, basquete e handebol. “Sabemos que o mundo lá fora oferece muita coisa de ruim, que infelizmente faz com que muitos de nossos jovens se percam pelo caminho. Aqui, nas Obras Sociais Redentoristas, nossa missão é resgatar essas vidas através da evangelização, da capacitação e do resgate da autoestima de cada um, desde os pequenininhos até os maiores”, explica o coordenador do complexo Cespe/Cecam (Centro Social Pai Eterno e Centro Educacional e Capacitação de Apoio ao Menor), Carlos Edézio Hart.

Ano abençoado

NOTICIA_2_2016_12_006“2016 foi um ano abençoado pelo Pai Eterno”. Assim o diretor das Obras Sociais Redentoristas definiu o ano que passou. As bênçãos, segundo o padre, se devem ao fato de poder ter realizado todos os projetos programados, entre os quais, ele destaca as oficinas de costura, hidroginástica, natal, futsal e judô do Cecam.

Graça ao trabalho dos educadores sociais e o esforço dos assistidos, foram conquistadas dez medalhas da etapa regional do Campeonato Nacional de Judô, realizado em Luziânia (GO). “A oficina de judô cresceu. Agora todo mundo quer fazer o esporte e não estamos dando conta de atender quem nos procura”, disse entusiasmado o diretor.

O trabalho pedagógico desenvolvido com crianças de 3 a 12 anos, pelo Cespe, bem como o trabalho da brinquedoteca e de reforço escolar que desenvolve o Centro Social Redentorista São Clemente com crianças a partir de 1 ano e 8 meses também mereceram destaques do diretor. Outro ponto alto foi com a oficina de música, oferecida pelo Cecam. “Encerramos as oficinas de música com um recital. Só quem vive a experiência pode dizer: ‘vale a pena desenvolver o trabalho social e ser Igreja’”, destacou Pe. Reinaldo.

NOTICIA_2_2016_12_008A Campanha da Fraternidade sempre traz temas ligados ao trabalho social, como educação, trabalho, saúde e políticas públicas. A iniciativa de realizar, nos centros sociais, atividades relacionadas à CF 2016, que trouxe a reflexão sobre o cuidado com o meio ambiente, foi um sucesso. As oficinas de reaproveitamento de alimentos e de materiais recicláveis foram ações desenvolvidas a partir do projeto “Gesto Concreto”. Além disso, foi realizada também a ação de reflorestamento do córrego Barro Preto, em Trindade, onde foi encontrado o Medalhão da Santíssima Trindade, que deu origem à devoção ao Pai Eterno. “Este rio tem um valor simbólico para nós”, disse Pe. Reinaldo.

Dando continuidade a essas atividades, este ano, o trabalho segue com uma série de seminários programada em sintonia com a Campanha da Fraternidade 2017, que continua focada no meio ambiente, com o tema “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15).

Obras sociais

NOTICIA_2_2016_12_007Integram as obras sociais dos Missionários Redentoristas o Centro Social Redentorista (CSR), Centro Social Redentorista São Clemente, Centro de Convivência Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Ceconspes) Centro Social Pai Eterno e o Centro Educacional e Capacitação de Apoio ao Menor, que formam o complexo Cespe/Cecam.

Além dos centros sociais, existem as parcerias com a Vila São Cotolengo, Pastoral de Rua, Casa Talitha Kum, Lar Pio XII e a Escola Família Agrícola de Uirapuru (Efau). Já as ações paroquiais são: Centro de Assistência Social de Campinas (Casc), Ação Social Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Creche Promovida) e Associação Padre Júlio Negrizzolo. Para complementar, há ainda projetos sociais como o Projeto Ensinando para a Vida, Projeto Ação Morar com Dignidade, Jumire, Ação Social Redentorista, Gesto Concreto e o Natal das Obras Sociais Redentoristas.

NOTICIA_2_2016_12_002Estas obras contam com a ajuda dos devotos, de todo o Brasil, por meio de contribuições e de visitas. Tudo isso, destaca Pe. Reinaldo, só acontece por causa da participação dos devotos do Pai Eterno e da comunidade. “A gente vê que um trabalho social é importante quando a comunidade abraça-o e visita as obras para ver o andamento. Quando a comunidade colabora, o trabalho social deixa de ser somente dos Missionários Redentoristas e torna-se uma ação dos filhos e filhas do Pai Eterno”, enalteceu.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno