Evangelização

Pe. Bariani completa 100 anos e lança livro de memórias

Lançamento será realizado nesta sexta-feira, 23, a partir das 19h30, na Igreja Matriz de Trindade, em Goiás.

DESTAQUE_PE_BARIANI_2016_12_22_001No próximo dia 23 de dezembro, sexta-feira, a Província Redentorista de Goiás comemora o centenário de vida do Missionário Redentorista Pe. Antônio Ricieri Bariani com uma celebração especial. A Santa Missa em ação de graças pela vida do religioso será realizada às 19h30, na Igreja Matriz de Trindade. Em seguida, às 20h30, haverá um coquetel, no Salão Paroquial, em frente à Praça da Igreja Matriz, onde será lançado o seu livro “Meus 100 anos com Jesus Menino”.

Na obra, o Missionário Redentorista apresenta sua trajetória no sacerdócio, história que se mistura à do crescimento da capital Goiânia (GO), de Trindade e da devoção ao Divino Pai Eterno. Em meio às suas memórias, ele conta como foi aceito no seminário, durante uma visita à Capital da Fé de Goiás, quando, na época, a palavra de aceitação era dada pelo venerável Padre Pelágio.

Morador de Trindade, Pe. Bariani é o religioso mais velho da Província Redentorista de Goiás e também da Arquidiocese de Goiânia. Além do sacerdócio, atualmente, também dedica seu tempo e atenção à literatura.

Família tradicional

Antônio Ricieri Bariani pertence a uma família tradicional no meio literário. É tio do escritor Bariani Ortêncio, um dos maiores nomes da literatura em Goiás e também o responsável por incentivar o religioso a lançar “Meus 100 anos com Jesus Menino”, sua segunda obra a ser publicada. Bariani Ortêncio diz no prefácio do livro que, ainda na juventude, entrou no mundo das letras inspirando-se no tio padre: “Eu lia os contos, gênero que mais gostava e andei riscando, modificando muitos finais. Depois, resolvi escrever os meus próprios contos e fui premiado 14 vezes”.

Padre Bariani nasceu em Guaxima, no Triângulo Mineiro, em 24 de dezembro de 1916. Filho de imigrantes italianos que buscavam uma vida melhor nas Américas, teve nove irmãos. Artista por natureza, fabricava os próprios brinquedos na infância. Ainda pequeno, mudou-se com a família para Igarapava (SP), onde fez seus primeiros estudos. Depois, mudou-se para Ribeirão Preto (SP), onde cursou a Escola de Comércio por três anos.

DESTAQUE_PE_BARIANI_2016_12_22_005Vida religiosa

Sua mãe era quem o levava para a missa e, logo cedo, Pe. Bariani tomou gosto pelas coisas de Deus. Chegou até a pertencer à Congregação Mariana, em São Paulo. Veio para Trindade em 4 de março de 1939. Em Goiás, conheceu a Congregação do Santíssimo Redentor. Foi quando sentiu que sua vocação como missionário havia sido confirmada.

Voltou, então, para São Paulo, em Aparecida do Norte, para ingressar no seminário. Fez o Noviciado em Pindamonhangaba (SP) e os estudos de Filosofia e Teologia em Tietê (SP). Após muitos anos de estudo, recebeu o Sacramento da Ordem no dia 6 de janeiro de 1949, na Igreja São João Bosco, em Goiânia, tendo sido o primeiro padre ordenado na capital de Goiás.

Padre Bariani foi um dos desbravadores da fé em terras goianas, sendo um dos colonizadores de Campininhas das Flores, que é hoje o bairro de Campinas, em Goiânia. Ele também contribuiu pessoalmente para o desenvolvimento de Trindade. Ao longo de décadas acompanhando, de perto, a devoção ao Divino Pai Eterno, o sacerdote viu a Romaria de Trindade tomar as proporções que tem hoje e foi um dos responsáveis diretos pelo início da disseminação dessa fé.

Pioneiro no mundo das comunicações, montou o serviço de alto-falante e som e foi responsável também por levar, pela primeira vez, o cinema à Capital da Fé de Goiás, por meio de uma máquina portátil. Além disso, trabalhou ainda pela consolidação da Vila São José Bento Cottolengo, uma das maiores obras sociais da Região Centro-Oeste.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store