Obras Sociais Redentoristas: Turma do judô troca de faixa

Cerimônia foi marcada pela satisfação dos alunos que participam das aulas e transformam suas vidas.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2017_01_04_001O quadro “Em Nome da Vida”, exibido no Programa Pai Eterno desta quarta-feira, 4, mostrou como foi a cerimônia de troca de faixa da turma de judô das Obras Sociais Redentoristas, em Trindade (GO). (Assista ao vídeo abaixo)

A cada passo de graduação no judô, e também em outras artes marciais, a faixa que prende o quimono muda de cor até chegar à tão sonhada faixa preta. A entrega das faixas é feita pelos próprios pais dos alunos. “Melhorou bastante. Até nos estudos, em casa, em todos os lugares. Até o comportamento dele foi melhor”, afirmou a mãe de um dos alunos, Valéria Lopes Cardoso.

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2017_01_04_003

Os primeiros passos em um esporte que tem tanto a ensinar. Momento de grande emoção para as famílias. O judô, com certeza, vai ter grande importância na vida de cada um dos alunos. Disciplina, respeito e atenção. Características que ajudam a fazer homens e mulheres.

O sensei faixa preta Sebastião Sílvio Alves Borges pratica a arte marcial há muitos anos, e viu como ela pode transformar a vida das pessoas. “O judô é um esporte, que além de proporcionar a prática do esporte em si, da educação física em si, ele também leva a paz entre as pessoas e, por exemplo, em uma luta de judô, a gente não perde a luta, a gente aprende”, pontuou.

Veja também:

DESTAQUE_EM_NOME_DA_VIDA_2017_01_04_002Atualmente, a mais graduada no grupo é a estudante Nária Jane Rodrigues de Carvalho. Ela recebeu a faixa laranja e contou como o judô mudou sua vida: “O judô foi para mim, desde o início, uma forma de disciplina, de aprender a manter a calma, conseguir pensar antes de agir da forma correta, conforme os princípios morais e conforme todos os ensinamentos do judô”.

A troca de faixa é ainda mais especial para a dona de casa Elizabeth Neri Gouveia. Aos 54 anos, ela decidiu começar a praticar judô por recomendação médica. Segundo ela, não pensa em parar de jeito nenhum. “Eu aprendi a equilibrar a minha mente. Eu sou muito explosiva. Então, o judô fez com que eu deixasse isso de lado. Hoje eu sei pensar, raciocinar antes de agir, de fazer qualquer coisa”, afirmou.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno