Devoção

Capela do Santíssimo acolhe romeiros no Santuário Basílica

Ao lado do altar, o local recebe devotos para momentos de oração e proximidade com o Pai Eterno.

O quadro Filhos Peregrinos, exibido no Programa Pai Eterno desta terça-feira, 7, mostrou que a Capela do Santíssimo, no Santuário Basílica de Trindade (GO), é um dos locais que mais atraem atenção dos romeiros que marcam presença na igreja para fazer suas orações. (Assista ao vídeo abaixo)

A Capela fica ao lado do altar e, por conta dessa proximidade, a movimentação por lá é intensa. Um local para oração e contemplação de Jesus Sacramentado. A romeira Neuza Feliciano, de Carmo da Cachoeira (MG) veio agradecer por uma bênção recebida na vida do marido, que sofreu um acidente no trabalho. “Meu marido cortou todos os dedos do pé com uma máquina. Graças a Deus, confiando no Pai Eterno, ele recuperou todos os dedos. É uma graça muito grande. Agradeço de coração”, afirmou.

De acordo com a devota Fátima Fernandes dos Santos, de Mogi Guaçu (SP), comentou que a experiência de estar bem perto do Santíssimo é impar, cada pessoa sente de uma maneira. Ela veio agradecer pela saúde que vai muito bem, e os momentos na capela foram inesquecíveis. “Temos uma obrigação de todas as igrejas irem visitar o Santíssimo. É um lugar muito importante, dá uma sensação de que Ele está aqui”, afirmou.

Veja também:

A devota Jeni Aparecida Matias, de Santa Rita do Passa Quatro (SP), estava com sua família em um carro que se envolveu em um acidente. Depois do livramento, veio à oração. “Quando eu terminei a terceira Ave Maria que é de costume quando eu vou viajar, veio um caminhão e bateu no nosso carro. Meu filho estava dirigindo, minha filha ao lado, e eu atrás. Eu só sofri um corte na boca, o carro deu perda total, mas nós não sofremos nada graças a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e ao Divino Pai Eterno. Eu tenho certeza que na hora, ele nos segurou no colo”, contou.

As orações na Capela trazem um sentimento de proximidade aos fiéis do Divino Pai Eterno. É o caso da Expedita Santos de Souza, avó da pequena Ana Flavia. “Quando ela nasceu, a médica não a trazia no quarto, ela nasceu às 8h e a gente não sabia nada dela até 12h. Falei com o pediatra para saber o que estava acontecendo, pois a mãe não pode ver a pessoa. Ela falou que a criança não tinha reflexo nenhum. Eu prometi que se ela voltasse a gente vinha trazê-la aqui no Pai Eterno. Ela voltou, a médica falou que não entendeu o que acontece e disse que ela não tinha mais nada. Graças a Ele estamos aqui para louvar e agradecer”, relatou.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store