Evangelização

Anos A, B e C: O Calendário Litúrgico conforme os Evangelhos

Pe. João Paulo Santos explica por que a Igreja Católica faz a divisão. Confira!

A Igreja Católica acompanha o Calendário Litúrgico. A cada ano um Evangelho é utilizado nas leituras.  No Programa Pai Eterno desta quinta-feira, 18, o Missionário Redentorista Pe. João Paulo Santos falou sobre a divisão dos anos de acordo com os Evangelhos. (Assista ao vídeo abaixo)

“Os Evangelhos são os textos fundamentais da vida cristã. Não temos a possibilidade de ao longo do ano ver todos os textos dos quatro Evangelhos. Por isso, pedagogicamente, a Igreja dividiu em três anos para trabalhar todos. Ano A, que trabalha o Evangelho de Mateus; Ano B, Marcos e Ano C, Lucas. Justamente para de pouco a pouco ir colocando a comunidade dentro deste mistério da salvação revelado em Jesus Cristo”, afirmou o padre.

De acordo com o Missionário Redentorista, não há um ano dedicado exclusivamente ao Evangelho de João. “Ele não está fora, ao contrário, ele está presente em todos os anos, especialmente como, por exemplo, no tempo do Natal e da Páscoa, em todos os anos”, ressaltou.

Veja também:

João viveu com Jesus, acompanhou a trajetória do Salvador da humanidade. Em seu Evangelho, buscou trazer a sensibilidade do ser humano no tocar, olhar, o amor. Segundo o padre, João era conhecido como o discípulo amado de Jesus.

“A sensibilidade humana como meio para permitir o mistério da fé na nossa vida. Alguém que conviveu com Jesus, ouviu, aprendeu de Jesus e escreveu  seu Evangelho em um momento especial, justamente em momento de dificuldade dos cristãos com os judeus. Uma tensão muito grande. Inclusive se diz que esse Evangelho foi escrito na Ásia, não em Jerusalém, pois o conflito com judeus era muito grande. Por isso, a comunidade joanina estava fora de Jerusalém no momento em que este Evangelho nasceu”, completou Pe. João Paulo.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno