Evangelização

A contribuição da Igreja Católica na sociedade

Pe. Paulo César Nunes de Oliveira fala sobre o tema no Programa Pai Eterno. Confira!

A Igreja Católica está presente na humanidade em diversas formas que não está somente relacionada à fé. Ela contribuiu de um jeito decisivo para a formação da sociedade.  Cultura, arte, o lado social e administrativo. Tudo teve a influência das criações da igreja ou de membros dela. Este tema foi destaque no Programa Pai Eterno desta sexta-feira, 26. (Assista ao vídeo abaixo)

“Alguns foram contribuições acidentais. Outras foram criações naturais que a partir do envolvimento de alguns monges, congregações, mas há contribuições que o Cristianismo trouxe para a humanidade que é próprio do Cristianismo. Acho que isso é importante para salientarmos. Por exemplo, poderíamos citar aqui o jogo de xadrez, ele aparece no conjunto dos mosteiros. É uma lógica que apresenta uma guerra e esta estratégia foi desenvolvida nos mosteiros”, explicou Pe. Paulo César Nunes de Oliveira, vice provincial dos Redentoristas de Goiás.

A Igreja Católica sempre cobrou soluções contra a comercialização de crianças, o que ainda acontece em algumas partes do mundo.  Numa forma de enfrentar e mudar essa realidade cruel, o Cristianismo proibiu essa prática. “A partir desta perspectiva que as crianças não podem ser vendidas, pois elas possuem um direito natural que o império romano consegue perceber e começa a partir daí a desenvolver um sistema de direito civil, que incorpora a compreensão de homem natural e esta compreensão acaba contribuindo para toda a humanidade”, ressaltou Pe. Paulo César.

Veja também:

A contabilidade, essencial em empresas e comércios, por exemplo, também foi criada nos séculos passados sob a influência de um frei. “A contabilidade surgiu da necessidade de fazer a provisão, que é como se eu não soubesse quanto vou receber no mês que vem, mas eu sei que teri uma despesa no mês que vem ou no ano que vêm. É daí que se cria este esquema de débito e crédito. Esta estrutura de contabilidade, que foi de fato aperfeiçoada no século XV  e XVI no Vaticano, com o Papa Alexandre VI, se tornou um modelo de controle no mundo inteiro”, pontuou o padre.

De acordo com o vice provincial, a cultura cristã acredita que Noé cultivou a primeira videira. “O vinho, embora sendo fabricado em muitas culturas antigas, mas o aperfeiçoamento do vinho acontece também nos mosteiros de melhor qualidade”, disse.

As criações da Igreja Católica em séculos passados nos dão suporte até hoje enquanto sociedade. As notas musicais, a teoria genética, o calendário ocidental, esses são mais alguns exemplos do que surgiu com o cristianismo. “Desde o início, o Cristianismo nunca foi uma religião ou nunca foi uma instituição somente de intimidade. Isso é um grande erro, supor que o Cristianismo seja uma religião ou uma instituição que valorize somente a intimidade. O Cristianismo sempre quis e fez com que cada pessoa tivesse não só uma vida interior, mas também uma influência na sociedade”, concluiu o padre.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno