Roda de conversa reúne familiares de atendidos nas Obras Sociais

Psicóloga abordou a violência, relacionada ao tema e ao lema da Campanha da Fraternidade 2018.

Os Centros Sociais Redentoristas não estão preocupados apenas com a educação dos filhos. Ao longo do ano, os pais também são inseridos no trabalho de evangelização e participam de diversas atividades. O Centro Social Pai Eterno, por exemplo, promoveu uma roda de conversa com os pais dos jovens assistidos na Obra Social. A equipe de reportagem do Programa Pai Eterno acompanhou. Veja o destaque desta segunda-feira, 26. (Assista ao vídeo abaixo)

O tema escolhido para o debate foi o da Campanha da Fraternidade 2018: Fraternidade e superação da violência, com o lema: Em Cristo somos todos irmãos.  “Conversar com os pais sobre isso pode dar um empoderamento para que eles possam ter condições e acesso aos canais que temos para denunciar a violência, tanto contra a criança, quanto contra a mulher. Além de outros tipos de violência que eles vivem no dia a dia”, comentou a psicóloga das Obras Sociais Redentoristas, Regina Marta Pereira.

O aposentado Valdir Sousa participou da roda de conversa e viu o quanto foi importante abordar o tema: “É um esclarecimento que vemos sobre o vivemos no dia a dia. Foi muito bom. Muita gente que estava de fora precisava vir participar também”, afirmou.

Veja também:

A dona de casa Neusa Aparecida Andrade tem netos inscritos nas Obras Sociais e participou da roda de debate. Para ela, que já soube de agressões em pessoas próximas, a iniciativa é muito válida: “Eu achei muito bom. Foi muito vantajoso para quem está sempre aqui. Aprendi muitas coisas, conheci a Lei Maria da Penha, que eu não conhecia a história. Para mim, foi muito produtivo”.

Outra importante ferramenta é a atenção que os educadores sociais têm durante o convívio diário com as crianças e adolescentes que frequentam as obras. “Sempre acontecem casos que chegam a mim em forma de desabafo mesmo. As pessoas me procuram e eu tento ao máximo orientar, ouvir e nunca julgar, pois o julgamento é a falha de todos os seres humanos”, ressaltou a educadora social Hellen Evangelista.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store