Evangelização

Via Sacra de Planaltina (DF): Evangelização por meio da arte

Atores falam da emoção e aprendizado ao encenarem o sofrimento da Paixão de Cristo.

Emoção é o principal sentimento que os atores expressam ao encenar o espetáculo da Paixão de Cristo, em Planaltina (DF). A equipe de reportagem do Programa Pai Eterno acompanhou o último ensaio geral do grupo e, a edição desta quarta-feira, 21, mostrou como é o envolvimento das pessoas que se doam para representar o sofrimento de Jesus Cristo durante a Via Sacra, realizada no Morro da Capelinha. (Assista ao vídeo abaixo)

Marcelo Augusto Ramos, advogado, representa Jesus Cristo há cinco anos. “Participo do grupo há nove anos, iniciei como apoio, como todos iniciam, e, há cinco anos, fui chamado para fazer o papel de Cristo. Foi um momento muito importante na minha vida”, relatou.

Para ele, fazer este papel é uma realização pessoal. “Costumo dizer que todo cristão poderia ter a oportunidade que eu tenho fazendo o papel de Jesus. O momento mais emocionante para mim no espetáculo é a ressurreição, quando Jesus Cristo revive, é a tradução da nossa fé, é a presença de um Deus vivo na nossa vida”, pontuou o advogado.

O teatro acontece em um percurso de quatro quilômetros, com subidas, pedras, e ao ar livre. “São muitas chicotadas, empurrões. Fisicamente tem muito peso, mas embora tenha todo esse cansaço físico, a recompensa sempre vem. Olhar os olhos das pessoas, sentir a oração e a fé dos que assistem me dá uma sensação de missão cumprida. Se uma pessoa tiver sido tocada, sentido a emoção de Jesus, para mim já é recompensador”, comentou Marcelo.

Milena Aparecida Guimarães, pedagoga, interpreta Maria, mãe de Jesus. Desde os 14 anos de idade, ela participa do grupo de teatro. “É muito mais do que um convite pela Via Sacra, é um chamado de vida, um chamado de santidade. Quando eu recebi este convite, eu falei para o pessoal da coordenação, que assim como Maria disse o sim, eu também diria”, lembrou.

Para ela, o Morro da Capelinha é o local propício para a encenação e quem assiste se emociona sempre. “Eu costumo dizer que Deus quando sonhou a nossa Via Sacra, ele sonhou inclusive com o lugar. Não tem como não se emocionar. A vida inteira eu participei desde momento com muita emoção. Hoje estou encenando o papel da mãe, daquela que estava confiando no propósito do filho dela, sofrendo, mas na certeza de qual era esse propósito Dele. Isso é o que eu tento expressar, viver neste momento”, afirmou Milena.

Há 26 anos, Wanderson Maciel, servidor público e ator, participa da encenação em Planaltina. Ao interpretar Judas, ele garantiu que leva grandes ensinamentos para a sua vida real: “No início da construção do personagem, foi bem difícil para entender como uma pessoa que ficou tanto tempo na presença do próprio Cristo, não conseguiu se render a esse amor. Para personificar Judas, entrar em contato com todas essas questões, todas essas ambições, vaidade, confesso que foi bastante difícil, mas é gratificante demais, pois ajuda a entender realmente a potencialidade do toque do amor de Deus. Eu fui tocado por esta mensagem minha vida inteira, eu estou sempre a serviço desta mensagem de amor e fico muito mais próximo do amor de Deus”, explicou.

O papel de Maria Madalena é interpretado pela produtora rural Sandra Alves. Há cinco anos ela participa do teatro. “Sinto uma gratidão muito grande e uma honra imensa por fazer o papel de uma pessoa que foi pecadora, mas que a história dela foi muito linda. Ela tinha um coração muito bondoso, era muito humilde e foi muito amada por Jesus. Eu levo para minha vida a humildade de Madalena”, disse.

Para entrar em cena, Sandra contou que faz uma preparação física durante meses: “Sempre tento dar o melhor de mim para o papel, me entrego inteiramente ao personagem. Corto o cabelo só uma vez no ano, tomo muito cuidado com o corpo, com a alimentação, pois o percurso é longo e eu preciso conseguir chegar bem até o fim”, ressaltou.

Já para o administrador Diogo José Pereira, que interpreta o soldado Quintino, a Via Sacra já faz parte da sua vida. “Eu vinha assistir quando menino e acabei ingressando. Quintino é o chefe da guarda romana em Jerusalém, o conselheiro de Pilates, que vive uma grande dúvida em condenar ou não Jesus, pois eles não queriam na verdade, mas os príncipes que insistiram na condenação de Jesus Cristo”, explicou.

Para ele, a motivação sempre vem da evangelização pelo teatro. “A Via Sacra não escolhe público. Ela atinge todas as pessoas da mesma forma. Eu busco dar continuidade desses ensinamentos do espetáculo na vida real, que é evangelizar e seguir os ensinamentos da Paixão de Cristo”, concluiu.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS






Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store