Evangelização

Hoje a Igreja Celebra Santo Afonso Maria de Ligório

Ele foi um homem de constante oração, de muitas penitências e de profundo amor a Jesus Cristo.

Hoje é dia de Santo Afonso Maria de Ligório. Formado em direito, decidiu deixar a profissão para se dedicar à religiosidade, colocando todos os seus dons a serviço da Igreja. Dentre o que fez de mais importante, está a fundação da Congregação do Santíssimo Redentor.

Santo Afonso nasceu em Marianella, na Itália. Filho de um comandante de navios e de uma dona de casa muito humilde. Em 1726 tornou-se sacerdote e, após uma experiência de trabalho no hospital dos incuráveis, despertou-se para ajudar aqueles que realmente necessitavam. Foi um homem de uma inteligência acima da média.

“Santo Afonso se destaca de maneira singular no seu tempo. Aos 16 anos, ele já era doutor em direito civil e direito canônico. Além disso, também era arquiteto, pintor, músico e doutor da Igreja. Escreveu muitos livros de teologia moral”, explicou Pe. Paulo César Nunes de Oliveira, Vigário Provincial Redentorista de Goiás.

Depois de uma experiência como sacerdote diocesano e de trabalhar com pobres, doentes e abandonados, Santo Afonso fundou a Congregação do Santíssimo Redentor no ano de 1732, com o carisma bem claro: trabalhar junto àqueles que mais precisam.

“Santo Afonso cria os missionários redentoristas não para ficar tranquilos nas igrejas esperando pelo povo, mas que pudessem ir ao encontro das pessoas”, declarou o Vigário Provincial.

Nos dias de hoje, os Redentoristas seguem com a missão de se doar em prol dos mais necessitados. Um dos mais importantes legados de Santo Afonso à Igreja que hoje conta com cerca de 5 mil membros enviados em missão por mais de 80 países. A Província de Goiás, por exemplo, mantém várias obras sociais. Um trabalho de amor, fé e assistência às comunidades carentes.

“O trabalho social que nós, missionários redentoristas, realizamos é como uma fidelidade ao carisma redentorista, como Santo Afonso nos ensinou a partir da sua experiência com os cabreiros. A congregação tem este carisma de estar junto aos pobres e abandonados, dando pão a quem tem fome e matando a sede”, comentou Pe. Reinaldo Martins, diretor das Obras Sociais Redentoristas.

Santo Afonso morreu em 1787, aos 91 anos de idade. Foi canonizado em 1839, e declarado doutor da igreja em 1871. O Papa Gregório XVI o proclamou patrono dos confessores e moralistas. Santo Afonso deixou grandes lições de compaixão e humildade. Foi um homem de constante oração, de muitas penitências e de profundo amor a Jesus Cristo.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno