Evangelização

Outubro Rosa: Alerta às mulheres contra o câncer de mama

Pastoral da Saúde trabalha no sentido de conscientizar para melhores resultados no tratamento.

Estamos no Outubro Rosa. Em todo o país, neste mês, o alerta é contra o câncer de mama.  A intenção é alertar as mulheres sobre importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença. Quando maior a conscientização, maiores são as chances de um resultado positivo no tratamento. O Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 15, destacou o tema em reportagem especial. (Assista ao vídeo abaixo)

Cristina Paragó Musmanno é membro da Pastoral da Saúde. Há 14 anos, ela foi diagnosticada com câncer de mama. Hoje, ela alerta outras mulheres sobre a prevenção. “Outubro é o mês em que fazemos todo este trabalho de saúde pública, voltado à promoção desta política da saúde da mulher, no combate ao câncer de mama”, afirmou.

Seu esposo, Luiz Henrique Musmanno, também membro da Pastoral da Saúde, é médico ginecologista e obstetra. Segundo ele, é um diagnóstico impactante, mas ele não pode ser um diagnóstico que condena o paciente. “Temos que entender que a forma com que se é dado o diagnóstico e são apresentadas as possibilidades de tratamento e cura, faz toda a diferença para que o paciente tenha confiança ao tratamento proposto”, disse.

Para Cristina, a família e a fé têm fundamental importância durante todo o processo da doença. “Ter um diagnóstico de câncer de mama não é fácil. Há 14 anos, fui diagnosticada com câncer de mama. Eu estava gestante da nossa segunda filha e, graças a Deus, eu tive meu esposo do meu lado. Um dia eu me vi careca, grávida, sem uma mama, e eu olhei pra ele e falei: ‘Como você pode me amar assim? ’. Foi quando ele olhou para mim e disse: ‘Eu não casei com a sua mama, eu casei com você. Nós somos um só! ’. Então, é neste sentido que a família nos dá o apoio, o porto seguro, mas em primeiro lugar a fé. Eu não consigo me ver sem ter passado por isso se eu não tivesse a fé”, relatou.

Sempre dando força à esposa, Luiz Henrique, afirmou que a família precisa ser acolhedora. “A função da família é justamente essa. Porque não é somente um que adoece com um diagnóstico desse”, disse.

Veja também:

De acordo com Cristina, descobrir a doença ainda no início faz toda a diferença: “Se nós trabalhássemos mais a prevenção em nossas vidas, a gente deixaria de passar por certas situações. No Outubro Rosa, precisamos nos prevenir para que o nosso corpo físico, nosso corpo que é templo do Espírito Santo, que se transforma em Sacrário vivo em toda Comunhão, possa estar bem, possa ter saúde para seguir o caminho que Deus quer de nós aqui na terra”.

Enquanto médico, Luiz destacou qual a principal orientação às mulheres: “Orientamos sempre que a mulher procure uma unidade de saúde mais próxima para que inicie seus exames de rotina. Independente da faixa etária, nós médicos nunca perdemos a oportunidade de, através dos exames, olhar a mulher como um todo, não só para identificar o câncer de mama, mas também qualquer outra doença. Então, o mais importante é procurar atendimento médico, realizar exames de rotina, para detectar precocemente e a cura possa ser mais garantida”.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno