2018: Ano de muito trabalho e amor nas Obras Sociais

Assistidos, voluntários e colaboradores comemoram mais um ano de atividades e alegria nos centros sociais.

Graças a união e ajuda de todos os filhos e filhas do Divino Pai Eterno, crianças, jovens, adultos e idosos foram beneficiados em 2018 com o trabalho realizado pelas Obras Sociais Redentoristas, que recebem o apoio da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). O Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 31, mostrou como foi o ano de trabalho e atendimento nos centos sociais. (Assista ao vídeo abaixo) 

As atividades realizadas nos centros sociais proporcionaram aos assistidos educação, inclusão social, cidadania e dignidade, tudo baseada na fé. Um trabalho feito com amor e que colabora com a formação humana e cristã de muitas pessoas. E foram vários os serviços. Este ano, por exemplo, conhecemos alguns, como os cursos profissionalizantes, e as aulas de música, dança, inglês, hidroginástica, oficinas de bordado e esporte.

“As Obras Sociais vieram para agregar na vida das pessoas e contribuir para o crescimento corporal de todos que aqui participam”, ressaltou a aposentada e assistida, Girlene Alves Barboza.

Para a aposentada Maria Aparecida Custódio, o ganho maior é a amizade. “Aqui convivemos e conversamos sobre tudo, fazemos receitas, procuramos medicação. Então, saímos daqui com tudo resolvido. A nossa realidade aqui é muito boa”, declarou.

Veja também:

Os 365 dias do ano também foram de aprendizado para os voluntários e colaboradores. Muita alegria e amor ao próximo deixaram bons momentos na lembrança de quem fez parte deste lindo projeto de amor, que além de educar, carrega também a missão de evangelizar.

“Nós não só trabalhamos com o cognitivo das crianças, mas também evangelizamos, temos esse momento de aproximação das crianças com Deus, com a Palavra. Em uma sociedade em que vivemos, tem o centro que exerce esse papel tão importante para aumentar a autoestima das crianças, levar a Palavra e o conhecimento a muitos lugares que não tem”, afirmou a educadora social, Carla José Leite.

Já o educador social Welson Paraná contou que o compromisso dele dentro das Obras Sociais é trazer alegria por meio do esporte. “O simples fato de fazermos uma prática esportiva aqui também nos divertimos na piscina, no pátio. Sempre procuramos fazer a alegria das crianças”, disse.

Para o educador e músico Rodolpho Machado trabalhar com assistência social é algo valioso. “Trabalhamos com pessoa que às vezes não tem condição de estar buscando uma escola, pagar um professor para receber uma aula de violão, teclado ou canto. E aqui oferecemos isso”, ressaltou.

O ano de 2018 foi marcado por gestos de carinho e cuidado com o próximo. Muita gente ajudou e outras tantas receberam essa ajuda com o coração cheio de alegria. Que em 2019 esses momentos se multipliquem e que o amor seja a marca de cada filho e filha do Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno

MATÉRIAS RELACIONADAS



Faça parte desta família

Baixe o aplicativo Pai Eterno


Google Play
App Store
© Copyright, Afipe - Associação Filhos do Pai Eterno