Devoção

Igreja Católica vive o Ano C do Calendário Litúrgico

Confira entrevista com o pároco da Paróquia Santo Agostinho, Pe. Rafael Oliveira da Silva.

Em 2019, a Igreja Católica vive o Ciclo C, do Calendário Litúrgico.  Nesta segunda-feira, 21, o Programa Pai Eterno exibiu entrevista sobre o tema com o pároco da Paróquia Santo Agostinho, Pe. Rafael Oliveira da Silva. Ele explicou o significado do Ano C e ressaltou como os cristãos devem vivenciar este tempo. (Assista ao vídeo abaixo)

Dayane Rodrigues: Padre, o que representa o Ano C para a Igreja?

Pe. Rafael Oliveira da Silva: Aos domingos a Liturgia da Igreja é dividida entre Ano A, que é o Evangelho de Mateus; Ano B, Evangelho de São Marcos e também alguns trechos especiais de São João; e o Ano C, que é também chamado de Evangelho de São Lucas. Ou seja, a partir do momento que você vai a missa aos domingos, basicamente em três anos são lidos os quatro Evangelhos.

Dayane Rodrigues: E o que o Evangelho de Lucas nos ensina?

Pe. Rafael Oliveira da Silva: Lucas é o único escritor bíblico grego, não era judeu. Então, de um modo especial, Lucas é o Evangelho que fala da infância de Jesus, que valoriza a questão da mulher para o povo judeu que não era tão valorizada, e Lucas é também conhecido como o Evangelista da Misericórdia.

Dayane Rodrigues: Qual é a diferença do Ano C para o A e o B?

Pe. Rafael Oliveira: Quem vai à missa no Ciclo A escuta somente os trechos mais importantes de São Mateus. Esta é uma grande diferença, porque quando vamos ao Ciclo C, que é neste ano, escuta-se aos domingos, e principalmente no Tempo Comum, trechos do Evangelho de São Lucas. No Ano B, Evangelho de São Marcos, e alguns trechos de João, porque é um Evangelista mais profundo. Marcos é muito curto, por isso é completado pelo Evangelho de João.

Dayane Rodrigues: Padre, de que forma São Lucas se destaca para nos passar os ensinamentos de Jesus?

Pe. Rafael Oliveira: Diz a tradição da Igreja que ele era médico. Se pegarmos trechos do Evangelho de Lucas, veremos que serão muito profundos, que tratam de várias curas, fala da Misericórdia de Jesus. De um modo especial, Lucas se destaca por causa disso, pelo olhar humano.

Dayane Rodrigues: Nós enquanto cristãos, como podemos vivenciar bem o Ano C?

Pe. Rafael Oliveira: A primeira dica que eu dou é para que participem de todas as missas, prestem atenção na Liturgia da Palavra, e neste ciclo de Ano C, Evangelho de São Lucas, o Evangelista profundo, que fala da humanidade, das desigualdades, ou seja, é um Evangelho inclusivo. É neste sentido que devemos vivenciar bem o Ano C.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Deixe o seu Comentário


Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site, e podem passar por moderação.

TV Pai Eterno




Baixe o aplicativo Pai Eterno

Google Play
App Store